Siga o Blog por E-Mail.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Sou Seu em Todas as Ladeiras


As diferentes orquestras lembram meu amor

As repetições do seu movimento fascinam meu olhar

Sua cor encanta meu caminho

Sua voz guia meus passos

As subidas são leves com sua magia

As decidas são suaves como seu perfume

Sou hipnotizado por sua energia

Sou seu do dia até a meia noite

Diferentes repetições coloridas guiam nossas subidas e descidas

Diferentes energias do dia e da noite perfumam a magia dos nossos passos

Fomos apresentados ainda na infância

Fomos reapresentados no início da minha puberdade

Que a vida adulta permita a eternidade

Que não sejamos separados pelas dores e pelos cabelos brancos

Que nossos corações sigam a sintonia dos metais e percussões

Que a diversidade das suas curvas permita nossos eternos encontros

Que seja inovação, que seja repetitivo, que seja...


Que seja sempre o Carnaval

(Tárcio Teixeira)

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

A Marolinha de Ricardo Coutinho e Sua Tsunami Contra @s Servidores/as

O Governador, mesmo pagando aumentos de 3% e 1% aos servidores nos últimos anos, batia no peito por ter estabelecido a base para os/as Servidores do Estado da Paraíba. Essa semana, por Medida Provisória, mais uma vez Ricardo desmoralizou a Assembleia Legislativa e atacou os/as Servidores/as. Ele não só aumentou a política de arrocho salarial, com 00% de aumento para 2016, como impediu progressões previamente estabelecidas.

A inflação passou de 10%. O TJPB garantiu 10% de aumento aos trabalhadores. O MPPB, ainda não deixou claro qual percentual dará, mas a expectativa é que garanta esse direito aos trabalhadores. Ou a crise é bem seletiva ou tem gente que não vem fazendo o dever de casa.

Diante dos seus interesses, em setembro de 2014, o Governador tratava a crise como uma marolinha e isentava de impostos - por quinze anos - seus doares de campanha. Em pouco mais de um ano a marolinha virou uma tsunami que não atingiu as isenções fiscais, mas a previdência pública, por meio das pedaladas de Ricardo Coutinho, as políticas públicas mais necessárias para população e a mesa do funcionalismo, que junto com toda Paraíba ainda sofre com os aumentos de impostos e da tarifa de água e de luz, parte do pacote de maldades da tsunami de Ricardo Coutinho.

Nós trabalhadores não pagaremos pela crise. Vamos lutar por nossos direitos!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Sobre Ação de Rua R$2,70 Já é Um Roubo! Tod@s Pelo Direitos à Cidade.

Mais uma vez o centro de João Pessoa foi tomado por populares e representantes de entidades que defendem a melhoria da Mobilidade Urbana na Capital, foi a “Ação de Rua R$2,70 Já é Um Roubo/Não à demissão dos cobradores/Cadê o BRT? - Pelo Direito à Cidade!”. O ato aconteceu no centro de João Pessoa, a concentração foi organizada em frente ao Teatro Santa Rosa e seguiu com uma panfletagem do início da Avenida Guedes Pereira até o integração, quando o terminal foi ocupado pelos manifestantes.

No decorrer da panfletagem o microfone foi aberto para participantes do ato e populares em geral, enquanto isso cartazes com as principais reivindicações foram colados nas paradas e nos ônibus, tendo uma ótima receptividade por parte dos trabalhadores do transporte coletivo, passageiros e transeuntes.

A mesma pauta apresentada durante o ato público foi protocolada na manhã do dia 20 de janeiro no gabinete do Prefeito, detalhando cada uma das reivindicações e solicitando uma reunião com o Prefeito Luciano Cartaxo.

Na próxima segunda (25/01) ocorrerá uma outra plenária geral para avaliação das ações realizadas até aqui e para planejar os próximos passos.


Segue a pauta de reivindicações protocolada no Gabinete do Prefeito e fotos tiradas por Kio Lima.


 
 




segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Aumento das passagens e despesas com publicidade, o que possuem em comum?

Iniciou a onda dos aumentos das passagens, já foram seis capitais. Quem entende passageiros/as como consumidores/as vai encontrar muitos argumentos para justificar esse tipo de aumento, mas nós, que defendemos que o transporte público seja tratado como um direito, assim como educação e saúde, questionamos esses frequentes aumentos.

Em 2013 dezenas de gestores diziam ser impossível reduzir as tarifas, o povo tomou as rua e não só alcançou a redução das passagens, como conquistou o passe livre em diversas cidades, além de outras importantes conquistas.

Em João Pessoa, ainda em julho de 2015, logo após o Prefeito Luciano Cartaxo (ainda no PT) aumentar as passagens para R$2,70, o Mário Tourinho, diretor da AETC-JP, deu declarações de que não descartava a possibilidade de um novo aumento no preço das passagens para janeiro de 2016; ali ele inciava o roteiro do próximo aumento.

Agora, em janeiro de 2016, leio em diversos portais declarações, do mesmo Mário Tourinho (já conhecido defensor das empresas de ônibus e sempre bem articulado com os gestores da nossa João Pessoa), apontando para um novo aumento nas passagens, algumas das declarações levam a entender que a passagem poderá passar dos R$3,00.

O mesmo teatro começa a ser armado, a diferença é que o Prefeito Luciano Cartaxo (agora no PSD) não tem autoridade moral para pensar em aumentar o preço das passagens, mesmo que tentando justificar com a crise econômica; e não estou fazendo essa afirmação devido as denúncias de desvio de recursos públicos na obra da Lagoa, mas pelos mais de 14 milhões (R$14.400.848,00) gastos com propaganda.

Em 2015 Cartaxo gastou mais de 14 milhões em Propaganda e apenas pouco mais de 8 milhões com Transporte. Somando Habitação, Gestão Ambiental e Saneamento a cifra gasta pelo prefeito não chega a 10 milhões. Já o total pago com Ciência e Tecnologia limitou-se a aproximadamente 1 milhão e meio. A disparidade não para nessas classificações orçamentárias, somando valores gastos com Cultura, Desporto e Lazer, Trabalho e Direitos da Cidadania, ainda ficam faltando 2 milhões para alcançar o total gasto pelo prefeito com propaganda.[i]

O aumento das passagens e as despesas do governo municipal com publicidade é uma verdadeira imoralidade, um ataque aos nossos direitos. Verdade, não podemos refazer as despesas de 2015, mas podemos impedir novos aumentos de passagem em 2016 e fiscalizar de perto as despesas com publicidade em um ano eleitoral.

Não é por centavos e não é por milhões, é por direitos.




[i] As informações foram retiradas de pesquisa realizada no dia 04 de janeiro de 2016 no Portal da Transparência da Prefeitura de João Pessoa. O período delimitado foi entre o dia 01 de janeiro e 30 de dezembro de 2015. O portal informava ter sido atualizado em 04 de janeiro de 2016 e o último registro realizado em 30 de dezembro de 2015. Os valores utilizados no texto como pagos foram retirados da coluna “Pago para liquidações do período”, mas caso eu tivesse utilizado o valor “Empenhado”, ainda assim seria vergonhoso para o prefeito.

domingo, 3 de janeiro de 2016

Revirando o Baú da Vida


Passei a virada do ano com minha família paterna, tive a oportunidade de conhecer o Tio Fernando (mais de 80 anos) e três prim@s (Fernanda, Otávio e Letice), de descobrir que tinha uma outra tia (que a vida não deixou eu conhecer) e de saber que ainda tenho outr@s cinco prim@s legítimos que não conheço; além de rever @s ti@s e prim@s que amo muito.

Em alguns casos a intimidade foi imediata, meu tio logo que entrou na casa da Letice perguntou: "Sabe quem é?". A prima respondeu sem pestanejar: "é o Tárcio", e olhe que a última vez que estivemos juntos eu tinha menos de três anos de idade. Algumas frases depois ficava mais fácil entender tamanha identidade, em meio a outras conversas a Letice lembrou: "Já limpei muito sua bunda e troquei suas fraldas" (risos), a intimidade e a emoção da frase foi tão clara quanto as palavras da despedida: "eu queria muito ter encontrado você novamente". Fiquei muito feliz em conhecer o tio Fernando e @s prim@s, sem nenhum constrangimento quanto aos dias que ela ajudou minha mãe em minha intimidade, obrigado Letice 
Emoticon smile
Ainda tive a oportunidade de ouvir novas histórias sobre meu pai (falecido quando eu tinha 3 anos) e de saber histórias do meu avô Juvenal e da minha vó Maria, preenchendo um vazio que existia sobre @s dois.
Como a família é grande, ainda visitei ti@s e prim@s maternos. Infelizmente ainda faltou muita gente especial, familiares e amigos.
Vivi tudo isso acompanhado da minha companheira Áurea Augusta e da minha filha linda, Luar Teixeira, tornando tudo ainda mais especiais.
Não foi uma simples virada de ano, foi uma verdadeira revirada no baú da vida, muito emocionante e revigorante, mais energia para outras tantas viradas de ano.
Obrigado por existirem.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

2016, O Que Teremos de Novo?


Em meio a uma faxina doméstica, entre o natal e a virada de ano, encontrei a faixa dos atos que organizamos nos levantes de junho e julho de 2013 e uma série de recortes de jornal sobre aquele ano que ainda não acabou. Verdade que em 2014, apesar de mais greves realizadas, não tivemos a mesma intensidade de movimento de rua, também é verdade que as eleições de 2014 usaram e abusaram das manifestações de 2013, afinal de contas, ainda estava (e segue) em disputa nos rumos do nosso país.

2015 foi mera continuidade da luta política que voltou para as ruas e, para deixar tudo ainda mais confuso, tornou-se mais intensa na institucionalidade. Essas questões não vão parar ao terminar dezembro. Em 01 de janeiro de 2016 teremos a continuidade desse longo processo, que tende a ser intensificado pela situação econômica mundial e a ser “esticado” em nome da disputa eleitoral entre os que governam e os que já governaram, ambos sem ter o cuidado que o país precisa.

Nós do PSOL não vamos para as ruas defender o Governo Dilma (PT), seus escândalos de corrupção e seus ataques aos direitos do povo; mas também não vamos nos misturar com Eduardo Cunha (PMDB) e o PSDB, também atolados no mesmo mar de lama e retirada de direitos. Estaremos nas ruas como estivemos no último período, #ParaAlémDasUrnas, #PorDireitosELiberdade.

No 2016 que brevemente iniciaremos, não nos retiraremos das ruas, mas também esperamos avançar na disputa institucional, a conjuntura atual é prova concreta da importância do PSOL no Parlamento e na luta por direitos.

Não tenho certeza da minha tarefa eleitoral em 2016, sou pré-candidato a Prefeito de João Pessoa pelo PSOL, mas caso o companheiro Victor Hugo possa assumir essa importante tarefa eu contribuirei na chapa do PSOL que disputará a primeira vaga de Vereador do Partido na Câmara Municipal de João Pessoa, a Câmara precisa deixar de ser composta pelos que estão no Poder e os que estiveram no Poder. Nossa João Pessoa precisa de um Vereador e um Prefeito #ParaAlémDosGabinetes e #ParaAlémDosConchavosPolíticos.

Queria muito limitar minha mensagem ao conhecido “feliz 2016”, ou apenas desejar muita saúde e paz, mas temos pela frente um ano de muito arrocho e ataque aos nossos direitos, o que precisaremos para 2016 é muita energia, muita força, muita garra e atenção para alcançarmos as conquistas e as mudanças necessárias.

2016, que seja um ano das mudanças necessárias!