Siga o Blog por E-Mail.

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Impeachment Avança, Novas Carreatas Já Foram Agendadas.

 A irresponsabilidade do desgoverno Bolsonaro no enfrentamento a crise sanitária foi responsável por milhares de mortes, mas o desgoverno acabou se escondendo por trás do auxílio emergencial, mesmo o antipresidente tendo no início lutado para não ser aprovado e depois para reduzir o valor. Agora, sem o auxílio emergencial e com a postura negacionista que dificultou a produção, compra e distribuição da vacina em nosso país, somada ao caos estabelecido em Manaus e a escalada dos preços dos alimentos, do gás e dos combustíveis, faz despencar a popularidade de Bolsonaro e passa a ser real a possibilidade do impeachment, já em pauta no debate para presidência da Câmara dos Deputados, agora o Planalto tendo apostado em ter uma candidatura, vai custar cara essa opção.

Digo sem medo de errar que as carreatas que aconteceram em todo Brasil no último dia 23 de janeiro foram um marco na virada da conjuntura em nosso país. Acredito que a ultradireita não arriscará dizer que foi coisa da esquerda, pois isso seria assumir o crescimento deste setor da sociedade, esses atos estão sendo organizados por amplos setores da sociedade. Aqui em nossa Parahyba foram 7km de carreata, sendo aplaudida pelas pessoas nas calçadas, varandas e janelas.

O dia 23 de janeiro foi apenas a largada. Hoje mais de quatrocentas pessoas estiveram reunidas em uma plenária nacional (relatoria anexa) e aprovaram uma série de encaminhamentos importantes, entre eles o agendamento de outras carreatas, uma para 31 de janeiro, próximo domingo, e outra para fevereiro.

O povo brasileiro começou bem o ano, ele quer viver, quer comer, quer trabalho, quer vacina. O povo brasileiro sabe que o desgoverno Bolsonaro é o principal atraso para suas vidas melhorarem. Dia 31 de janeiro João Pessoa e o Brasil será tomada por carros e bicicletas, por buzinas e gritos de Fora Bolsonaro, Impeachment Já!

Tárcio Teixeira


Anexo - Relatoria - Plenária Nacional de Organização das Lutas Populares



26 de Janeiro de 2021


As Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, as Centrais Sindicais, os partidos de oposição ao Governo Bolsonaro, representantes de diversas matrizes religiosas, juristas, bem como outras iniciativas de articulação realizaram neste dia 26 de janeiro de 2021, uma histórica plenária reunindo mais de 400 militantes de todo Brasil. Como síntese dessa plenária, sistematizamos os principais encaminhamentos nos pontos abaixo. Recomendamos ampla divulgação.



I- Síntese Política


1- Agravamento da Crise: O ano de 2021 iniciou com o aprofundamento das crises que se arrastaram ao longo do ano passado.


2- Impeachment: Esse agravamento recoloca o cenário de Impeachment de Bolsonaro como possibilidade real.


3- Mobilização Popular: Contudo, esse cenário só se efetivará se houver um processo crescente de mobilização popular, ampliando o desgaste de Bolsonaro perante a população, e pressionando o Congresso para a abertura do Impeachment.


4- Unidade: para que esse processo seja conduzido pelas forças progressistas, e não capturado para fortalecer alternativas conservadoras, é indispensável o esforço de unidade de todos os setores populares.


5- Bandeiras de luta: construir uma agenda de lutas, tendo como bandeiras prioritárias:

i. Enfrentamento da Crise sanitária: Vacina Já; ampliação dos recursos para o SUS, defesa das medidas de distanciamento social.

ii. Enfrentamento da Crise econômica: Retomada do Auxílio Emergencial, defesa do Programa de Proteção ao Emprego; luta contra o Teto dos gatos e contra a Reforma administrativa.

iii. Enfrentamento da Crise política: Fora Bolsonaro, Impeachment Já!


II- Orientações organizativas:


a. Articulação Nacional: fortalecer esse espaço de articulação nacional para conduzir as lutas em torno das bandeiras acima citadas. Convocar todos os setores que possam se somar nessa iniciativa.


b. Plenárias estaduais: realizar Plenárias estaduais reunindo esse amplo espectro político para construir um calendário de mobilização nos municípios, em especial da agenda abaixo apresentada.

c. Agitação e Propaganda permanente: organizar nos estados ações permanentes tais como bicicletadas, carreatas menores nas periferias e bairros, com carros de som.

d. Solidariedade e trabalho de base nas periferias: continuar e impulsionar as ações de solidariedade que já estão acontecendo. Onde for possível constituir comitês populares de saúde nos bairros para fortalecer o enfrentamento à pandemia.

e. Comunicação: fortalecer a articulação, o alcance e os instrumentos das nossas comunicações para fazer a disputa das redes.

f. Denúncia Internacional: fortalecer a articulação das entidades de direitos humanos para denunciar Bolsonaro na comissão de direitos humanos na ONU, bem como outros fóruns internacionais.

g. Manifesto das Igrejas: fortalecer a adesão e divulgação do “Manifesto das Igrejas ao Povo Brasileiro”.

h. Atos Ecumênicos: organizar atos ecumênicos comunitários em memória das mais de 200 mil mortes;

i. Apoio a CPI do Pazuello: apoiar a iniciativa da oposição parlamentar para criação de uma CPI para investigar a conduta de Pazuello a frente do Ministério da Saúde, especialmente sobre a crise no Amazonas.

j. Saúde: fortalecer a campanha “O Brasil precisa do SUS”, bem como exigir a quebra das patentes das vacinas contra COVID.

k. Educação: fortalecer a campanha dos professores que exige a vacinação da categoria como condição prévia para a retomada das aulas.


III- Calendário:


26/01 – Entrega do Pedido de Impeachment das Igrejas;

29/01 – Mobilização dos Bancários contra a privatização do BB;

31/01 – Carreatas e bicicletadas em todos os municípios e STOP Bolsonaro;

01/02 – Dia Nacional de Lutas e ato em Brasília na véspera da Eleição das presidências da Câmara e Senado (organizar assembleias, paralisações, atos nas áreas operacionais e locais de trabalho);

01 a 05/02 - Ato de Entrega do Pedido de Impeachment no Congresso;

06/02 – Dia Nacional de Solidariedade e luta pelo auxílio emergencial;

15 e 16/02 – Agit Prop Carnaval;

21/02 – Indicativo de Carreata Massiva;

08/03 – Dia Internacional de Luta das Mulheres;


Vacina Já!

Volta Auxilio Emergencial!

Fora Bolsonaro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.