Siga o Blog por E-Mail.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

PSOL Paraíba Repudia a Intervenção Militar no RJ; Abrirá Debate com Outros Partidos e Apresenta Possível Vice na Chapa com Tárcio Teixeira.



Seguindo a agenda deliberada ainda em dezembro de 2017, o Diretório Estadual do PSOL/PB realizou nova reunião, nesta aprovou deliberações relacionadas à conjuntura, avançou no debate programático e na lista dos seus/suas pré-candidatos/as proporcionais e marjoritária. A reunião ocorreu no último sábado 17 de fevereiro, na cidade do Conde/PB.

Intervenção Militar e a Contrarreforma da Previdência

Os/as diretorianos/as aprovaram moção de repúdio contra a Intervenção Militar no Rio de Janeiro e o uso político do exército por parte de Temer e seus aliados. Tal deliberação foi tomada devido entendimento do PSOL de que essa medida não ataca os principais problemas relacionados a violência. Na avaliação da legenda, tal medida sequer garante a prisão dos principais lideres do tráfico, que não estão nas favelas do Rio de Janeiro. Na mesma linha de análise e, considerando as falhas legais exisitentes no Decreto, a Direção Nacional do PSOL entrou com um Mandato de Segurança solicitando a anulação do texto editado por Temer.

Ainda seguindo as deliberações da última reunião do Diretório Estadual, a militância do PSOL esteve presente nas diferentes ações que ocorreram na Paraíba em defesa da aposentadoria. As atividades fizeram parte do Dia Nacional de Luta em Defesa da Aposentadoria, jornada que ampliou a posição majoritaria da sociedade contra essa medida e que acabou por fazer com que o desgoverno Temer tivesse uma importante derrota vinda das ruas. A retirada de pauta da contrarreforma da previdência não vai significar recuo por parte das entidades organizadas, muito menos quando Temer anuncia a entrega de todo potencial energético brasileiro e o consequente aumento na conta de luz do povo brasileiro.

Programa de Governo

Durante a reunião do Diretório Estadual também foram tratadas questões relacioandas ao Programa Eleitoral e aos/as candidatos/as do PSOL na Paraíba. Segundo Tárcio Teixeira, pré-candidato ao Governo da Paraíba, esse foi mais um importante momento para o partido, “enquanto todos os outros partidos que já governaram a Paraiba estão esperando fechar o ciclo de especulação e conchavo, nosso PSOL já tem pré-candidato aprovado em Congresso, avança na chapa majoritária e na disputa proporcional”.

A referência feita por Tárcio diz respeito a fragilidade encontrada pelos governistas e pela oposição casuista que bate cabeça para fechar sua chapa, equanto o PSOL, contando com o debate deste sábado sobre Meio Ambiente, facilitado pelo Professor Doutor Tarcisio Cordeiro (UFPB), já soma cinco temas debatidos para o Programa de Governo, nas palavras do pré-candidato: “enquanto eles batem cabeça, nossa militância e os/as amigos/as do PSOL dedicam suas energias para pensar o melhor para Paraíba”.

Os próximos temas a serem debatidos para o Programa de Governo serão: Segurança Pública, na segunda 26 de fevereiro, 18h30, no Sindicato dos Oficiais de Justiça da Paraíba, tendo com debatedoras/es a Presidente da Associação dos Policiais Civis da Paraíba, Suana Guarani, o Policial Militar Sarguento Pereira e a Professora Ana Lia Almeida, do Departamento de Direito da UFPB; Políticas Públicas para Comunidade LGBT, no dia 13 de março, 18h30, na sede do MEL, tendo as/os representantes dos movimentos como debatedoras/es. Além destes ainda serão discutidos temas como Esporte e Lazer; Mulheres; Educação; Semiárido, Água e Agricultura; Porto de Cabedelo, Emprego e Renda; Juventude; Previdência; Negras/os e Indigenas; Saúde; Mobilidade Urbana; Cultura e Comunicação.


Alianças e Pré-candidaturas

Com foco no fortalecimento da disputa, o PSOL lembrou os vetos partidários para possíveis coligações (PSDB, DEM, PMDB, PR, PRB, PTB, PSD, PPS, PSC, SD e PP) e aprovou comissão para mapear os partidos que não estejam na base do Governo, que estejam dispostos a compor o programa em construção e a apoiar a Chapa Majoritária encabeçada por Tárcio Teixeira, o que pode potencializar a disputa na Assembleia Legislativa da Paraíba sem se tornar refém dos partidos controlados pela velha política. Com esse foco o PSOL deixa inclusive em aberto a possibilidade de alterar sua chapa para o Senado em uma das vagas já apresentadas, potencializando a disputa na Assembleia. Nessa linha já são 15 pré-candidatos/as inscritos/as pelo PSOL para disputar a Assembleia Legislativa e 04 para Câmara Federal.

Adjany e Tárcio no Dia Nacional de Luta em
Defesa da Previdência (19/02/2018).
Após ser o primeiro Partido a oficialmente apresentar pré-candidato ao Governo e a iniciar o debate programático junto a sociedade, o PSOL resolveu também sair na frente e apresentar Adjany Simplicio de Castro*, Professora da rede municipal de João Pessoal, como possível Vice na chapa com Tárcio Teixeira. Apesar de ainda não ser uma decisão oficial do PSOL, as/os dirigentes entendem que a conjuntura demanda maior transparência e debate com a socidade, por esse motivo abrir o debate não só com as/os filiadas/os do PSOL, mas com o povo da Paraíba.
_________________________________________________________________________________

* Adjany Simplicio de Castro – Formada em Pedagogia pela UFMG; Especialista em Educação e Direitos Humanos; Professora da Educação Básica de João Pessoa; Militante em defesa da Educação Pública, da Cultura Popular, dos Direitos das Mulheres e da População LGBT; Secretária Geral do Diretório Estadual do PSOL/PB; Integrante do Setorial LGBT do PSOL.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

A Voz do Carnaval, Prefake de Camarote Leva Vaia nas Muriçocas


Essas últimas semanas tenho dedicado minhas energias em três frentes, a construção do Programa de Governo da minha/nossa Pré-candidatura ao Governo da Paraíba (próxima quinta divulgarei o calendário restante), as ações coletivas para derrotar a contrarreforma da previdência (antes que retirem nossa aposentadoria) e ao Carnaval, o mais crítico dos últimos tempos, aqui dedicarei poucas linhas a uma questão pontual sobre o Carnaval.

Quem acompanha minhas redes sociais sabe o quanto gosto de Carnaval e o quanto entendo ser uma festa de grande relevância cultural, política e libertária. Em um dos carnavais mais críticos dos últimos anos não passaria batido um prefeito (prefake) de camarote, longe do povo e cercado pelos seus.

Nas virgens eu fique atento aos comentários do povo sobre autoridades no camarote: “vem para rua, Cartaxo”; “tem medo do povo, prefeito?”; “Fica aí só no whisky”. Na quarta-feira de fogo, nas Muriçocas, essas falas ampliaram e viraram uma grande vaia.

Nas Muriçocas acompanhei três trios, o do Fuba (as diferenças políticas não impedem o reconhecimento do artista); o que tinha “Seu Pereira”; e o de Alceu Valença. Os demais trios também estavam bem divertidos, mas não acompanhei. Vi Fuba e outros trios agradecendo a Prefeitura de João Pessoa, justo, já que teve apoio institucional, mas estes não falaram o nome do Prefeito, onde quero chegar? vamos lá!

Ao passar com o trio de Alceu Valença, ele fez diferente. Na hora dos agradecimentos emendou: “quero agradecer a Prefeitura de João Pessoa em nome do Prefeito de Luciano Cartaxo”. Foi imediato, uma vaia veio quase que automática e ampliou lindamente.

As teses se confirmam, a criticidade do Carnaval e a certeza do povo de que João Pessoa não tem prefeito, e sim “prefake”. A voz do povo ninguém cala, nem no cotidiano, nem no Carnaval! Quem tem medo do povo, não tem autoridade política para governar.

Carnaval e política é com pé no chão!

Tárcio Teixeira
Presidente do PSOL/PB
Pré-candidato ao Governo da Paraíba - Eleições 2018