Siga o Blog por E-Mail.

sábado, 23 de dezembro de 2017

Feliz 2018!

Que 2018 você quer? Que Paraíba você quer?

Insegurança com o futuro e descrédito com a política, essa tem sido a marcar de um 2017 que nada mais é que a sequência de um 2016 que não acabou! Resta saber se queremos viver um ano novo, renovador, transformador, ou seguir o aprofundamento dessa escuridão que teima em esconder a esperança.

Ao longo ano que estamos (2016/2017), tentaram fazer com que acreditássemos que vivemos tempos de mudança, e estamos, afinal de contas: tivemos duros cortes nos gastos públicos, congelamento por 20 anos dos gastos com as mais diversas políticas públicas, já começaram o fechamento de unidades de saúde e vagas nas universidades; o desmonte das leis trabalhistas, com ampliação das demissões e retiradas de direitos; mais pessoas nos sinais, nas ruas, em nossas portas (vendendo, pedindo, limpando); salários congelados; e a maior parte dos/as corruptos/as soltos/as, o momento que vivemos tem corrupto de estimação.

A mídia tenta a todo custo dizer que tudo é culpa da política, que nós não temos alternativa. Esconde que quem paga a corrupção, em sua ampla maioria, é o setor privado e seus interesses; que existem partidos como o PSOL que não estão envolvidos nesse mar de lama chamado corrupção. Querem que acreditemos que política é apenas eleição, deputado/a, prefeito/a, etc; que nós, povo, não temos o que fazer.

Nós, povo, fazemos política a todo momento, independente de ser de partido. Verdade que só com partidos disputamos mandatos, mas nós do povo podemos e devemos ser de partido, do contrário eles (donos/as do poder econômico) disputarão e decidirão por nós. Nossa não ida às ruas, assim como nossa não ida às urnas, jogará a decisão na compra dos votos, na propaganda priorizada pelos meios de comunicação, na manutenção das pancadas que temos sofrido historicamente.

Passou da hora de levantarmos nossas cabeças, de dizer que o poder ao povo pertence e que por nós a nova ordem será estabelecida, uma nova Paraíba será construída, sem conchavos que entregam direitos, sem líderes autoritários/as e/ou corruptos/as.

Um novo ano, que vire de 2016 para 2018, não emanará das oligarquias, não emanará da corrupção, não emanará do autoritarismo e da violência, não emanará do Judiciário ou do frágil Ministério Público.

O que falo para/da nossa linda Paraíba, serve para todo Brasil com cara de povo, do “meu” sertão aos nossos pampas; do “meu” semiárido ao nosso Pantanal; do “meu” Nordeste ao nosso Norte.


Um novo ano só será novo nascendo da vontade do povo! Feliz 2018!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.