Siga o Blog por E-Mail.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

SINDSEMP-PB - Chapa 01 – “Mudança com Diálogo, Independência e Transparência”.

Colegas do MPPB,

Nas duas eleições que disputei e fui eleito presidente do Conselho Regional de Serviço Social da Paraíba (CRESS/PB) enfrentei chapas nas quais eram formadas em 1/3 (ou perto disso) por cargos comissionados do Governo do Estado e da Prefeitura de João Pessoa.

Nas duas disputas as acusações foram as mesmas, não votem no Tárcio que ele é radical. No MPPB parece que querem repetir o joguete.

Quando Presidente do CRESS/PB, fizemos Sessões Especiais na Assembleia Legislativa e em diversas Câmaras Municipais.

Dialogamos com a Prefeitura de João Pessoa e ampliamos as vagas para Assistentes Sociais no concurso da Educação. Com publicações na imprensa e ações com as profissionais conseguimos, na época, que parassem o desvio de função na Assistência Social de Patos.

Em diálogo com a Diretoria do Trauma conseguimos garantir condições de trabalho. Com o Ministério Público Federal enfrentamos o Assédio Moral no Hospital Regional de Patos.

Questões partidárias não podem ser impedimento para um representante de classe.

Não discordamos da atual gestão do nosso sindicato devido a filiação partidária de alguns diretores, como alguns querem desonestamente fazer comigo.

Só não achamos correto levar para dentro do nosso sindicato parlamentares que votaram favoravelmente a MP 247 ou que se abstiveram, prejudicando servidores.

Não foi com apadrinhamento ou privilégios partidários que a gestão de Carmem ou a que Fernando fez parte, por exemplo, conseguiram celeridade em algumas votações importantes para Servidores do MP. Foi pautando a Assembleia como representantes de classe, é assim que faremos.

Achamos que a mobilização da categoria deve ser algo permanente, não é correto esconder uma proposta de 2,75% e pautar apenas as vésperas de uma reunião do colégio.

Porque comemorar uma letra (padrão) a mais como conquista, em meio a nossas eleições, quando nossas progressões estão atrasadas desde 2015, quando vários colegas estão com 2 ou 3 letras atrasadas? Faremos campanhas e usaremos a imprensa e mobilizaremos a categoria pela correta progressão e pagamento do retroativo.

Não podemos quebrar o diálogo com o Colégio de Procuradores ao negociar com o PGJ uma pauta inferior ao debatido em uma instância superior.

Assim como fizemos no CRESS/PB, pretendemos fazer no SINDSEMP. Uma gestão de diálogo, que não se limite aos ofícios, mas que visite os setores e consulte a categoria.

Assumo o compromisso de não aceitar cargos enquanto for diretor do Sindicato e de não abandonar a categoria por cargos. Entendemos que mesmo após a gestão do sindicato é importante um período de quarentena, evitando questionamentos sobre decisões no final da gestão.

Queremos um diálogo franco, aberto, transparente com Servidores, Procuradores, Promotores e com a sociedade em geral. Nossas contas e ações políticas estarão na internet e a disposição na sede da nossa entidade.


Queremos respeito e participação. Conheça outras das nossas propostas, é com, base nelas que queremos seu apoio e seu voto na chapa 01 – “Mudança com Diálogo, Independência e Transparência”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.