Siga o Blog por E-Mail.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Em reforma contra a política, Cunha e aliados querem calar o PSOL

Fonte: http://www.psol50.org.br/site/noticias/3339/em-reforma-contra-a-politica-cunha-e-deputados-querem-calar-o-psol

Com apoio de todos os grandes partidos, projeto aprovado na Câmara exclui PSOL de debates e da propaganda eleitoral

Do PSOL Naciona, Kauê Scarim

 
A democracia brasileira foi mais uma vez atacada por seus representantes eleitos. Já no fim do primeiro semestre legislativo de 2015, a Câmara dos Deputados, sob a liderança do presidente golpista Eduardo Cunha (PMDB/RJ), aprovou o projeto conhecido como “minirreforma eleitoral”, que junta diversas propostas em tramitação, com um resultado nefasto para a pluralidade nas eleições parlamentares no Brasil.
 
O projeto aprovado contém três grandes ataques ao PSOL e à democracia: tira a obrigatoriedade de emissoras convocarem para os debates partidos com menos de dez deputados federais eleitos; aumenta o teto de doação empresarial de campanhas para R$20 milhões por empresa; e diminui drasticamente o tempo de TV para os partidos pequenos – o PSOL, por exemplo, terá sua propaganda eleitoral limitada a cerca de dez segundos por programa.
 
Mesmo com grandes mobilizações dos movimentos sociais pela aprovação de uma Reforma Política que limitasse a influência do poder econômico e democratizasse o processo eleitoral, a Câmara marchou para o lado inverso.
 
Para o presidente nacional do PSOL e professor da Universidade de Brasília (UnB), Luiz Araújo, a aprovação do projeto é um grave ataque ao processo eleitoral brasileiro. “Essa contrarreforma visa tirar a força do PSOL porque nós apresentamos saídas diferentes nas eleições: com mais direitos e à esquerda”, afirma. “Calar o PSOL é tirar a voz da luta pelos direitos das mulheres, negros, LGBTs, pela Reforma Política, contra o ajuste fiscal e por mais recursos para áreas sociais”.
 
A ex-candidata à Presidência pelo partido, Luciana Genro, afirma que o PSOL vai estar mobilizado contra a reforma antidemocrática do “todo-poderoso” Eduardo Cunha e de seus aliados. “Queremos colocar essa pauta na agenda da juventude que tem ido às ruas e mobilizado por direitos. Essa reforma antidemocrática atinge especialmente o PSOL, que se consolida como o principal partido alternativo para mudar o sistema político. Estamos convocando a militância a se envolver no combate ao projeto que tira o PSOL dos debates, mesmo onde temos consolidado um apoio maior entre o eleitorado, casos de Rio de Janeiro, Belém, Porto Alegre, entre outras capitais”.
 

quinta-feira, 16 de julho de 2015

#ContraAumentoJp – R$2,70 é um Roubo!

22 de julho de 2015 – Ato Público.

Aumentou a luz, o combustível, a feira e agora a passagem de ônibus, que pula para R$2,70, impactando (só a passagem) em mais de 10% no orçamento das pessoas que mais usam o transporte coletivo. Empresário e representantes da Prefeitura votaram pelo aumento no Conselho Tarifário, o Prefeito Cartaxo foi na mesma linha, aprovou o aumento.

Assim como ocorreu em 2013, centenas de pessoas já tomaram as ruas de forma espontânea para protestar contra o aumento das passagens, também no mesmo sentido daquele ano histórico, entidades e militantes sociais somam e constroem de forma coletiva essa importante luta.

Já foram vários atos essa semana e um outro já foi agendado para quarta-feira da próxima semana (22 de julho), 17h, em frente a Prefeitura, no Centro Administrativo.

Queremos a revogação imediata da tarifa, ônibus sem superlotação, cobradores em todas as linhas de ônibus com a volta da catraca para parte traseira do ônibus, meia passagem nos finais de semana para todos/as trabalhadores, passe livre para estudantes e pela manutenção dos terminais de integração.



terça-feira, 7 de julho de 2015

O Aumento das Passagens, a Greve, os Empresários e os Gestores.

Vamos brincar de perguntas e respostas?
Façam o mesmo exercício que fiz segunda-feira (06/07/2015), perguntem para o cobrador de todos os ônibus que você entrar: “essa greve é de luta ou é carta marcada?”, não tenha dúvida que a resposta vai levar ao aumento das passagens para R$2,55 ou mais, as outras afirmações eu prefiro que escute desses/as trabalhadores/as, assim evito ser processado.

Qual categoria em greve paralisa 100% dos/as trabalhadores/as?
Fazer greve não vem sendo algo fácil na conjuntura atual, muito menos em uma categoria como a dos motoristas, na qual diversos trabalhadores que fizeram oposição ao Sindicato dos Motoristas foram demitidos, mesmo durante o período de estabilidade garantido pela legislação trabalhista. Mesmo assim, às 12h03 (06/07), o portal “paraiba.com” publica: “Sindicato dos motoristas afirma que a categoria aprovou paralisar 100% da frota de João Pessoa começando 00h de terça-feira (07/07)”.

Um pedido seguido de outro, o aumento das passagens.
Poucas horas depois, na tarde do mesmo dia, o “pbagora.com.br” posta nota da assessoria de comunicação: “Sindicato das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos da capital (Sintur-JP), protocolou, no início da tarde, na sede do Sindicato dos Motoristas da Paraíba um ofício propondo o adiamento da greve e a realização de uma nova rodada de negociação para apresentação de outra proposta de reajuste salarial, a ser feita até às 18h, desta terça-feira”.
Quase que ato contínuo, 17h05, leio no “jornaldaparaiba.com.br” que “Independente da greve dos funcionários dos ônibus de João Pessoa, marcada para começar na terça-feira (7), a Associação das Empresas de Transporte Coletivo da Capital (AETC-JP) já está programando um novo pedido de reajuste tarifário.

A AETC-JP e o Reconhecimento da Força dos/as Trabalhadores/as.
Entre 17h e 19h diversos blogs anunciaram que o Sindicato dos Motoristas aceitou adiar a greve, que a entidade irá esperar até às 18h da terça-feira para analisar nova proposta dos empresários. Ao ler a afirmação de representante das empresas, eu percebo uma grande sintonia nas informações e crédito na força do Sindicato dos Motoristas por parte da AETC: “Conforme diretor-executivo da Associação de Empresas de Transporte Coletivos da Capital (AETC-JP), Mário Tourinho, como a adesão da greve era de 100% dos profissionais, cerca de 280 mil passageiros ficariam sem ônibus por dia, durante a paralisação.” (19h19 - jornaldaparaiba.com.br).

O Prefeito, o Governador e os Movimentos Sociais.
Qual será a postura do Prefeito e seus representantes no Conselho Tarifário após escutar essa orquestra de informações? Será a velha ladainha do Conselho (com votos dos Secretários de Cartaxo) aprovar uma tarifa X e “bom” prefeito implementar um aumento menor, como vem sendo construída a farsa nos últimos aumentos?
A aliança Cartaxo e Ricardo Coutinho seguirá no aumento da passagem? Lembrem que vem sendo sempre a mesma “música”, primeiro o aumento na Capital, depois no Estado e, na sequência, Campina Grande.
Não, jamais será sem resistência. A palavra de ordem é uma só: unificar as lutas contra o aumento das passagens e contra o fechamento da integração e apoiar os trabalhadores/as do transporte coletivo.

O Passe Livre seguirá sendo nossa meta, não a farsa de Cartaxo com o dinheiro da educação ou a promessa não Cumprida de Ricardo.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

O Machismo e o Golpe Anunciado do PSDB

Violência contra as mulheres, não existe outra definição para os adesivos que circulam em carros e em fotos nas redes sociais sugerindo violência sexual contra a Presidenta da República. Verdade, da minha parte não vão achar elogios políticos para Presidenta Dilma e seus aliados, mas presto solidariedade para Presidenta e para todas as mulheres violentadas por meio de uma montagem altamente degradante. Digamos tod@s um Grande Não à Violência Contra as Mulheres!

Além do machismo instalado socialmente, a agressão sofrida por Dilma é também decorrente da violência que acompanhamos no Parlamento brasileiro, que debochou das mulheres durante a suposta reforma política, que por meio de um golpe (denunciado pela direita e pela esquerda) aprovou o financiamento privado das campanhas eleitorais e a redução da maioridade penal.

Em meio aos golpes realizados pelo Presidente da Câmara (Eduardo Cunha – PMDB/RJ) e aos atos de violência contra a mulher, o Senador Cássio Cunha Lima usa a tribuna do Senado para anunciar outro golpe contra a democracia brasileira, quer anular a escolha realizada pelo povo nas últimas eleições e anuncia um golpista na Presidência do Brasil.

Por mais que o PSOL tenha gigantescas divergências com o Governo do PT, já que Dilma e Lula optaram por seguir a mesma política econômica e de alianças que os governos do PSDB, não aceitaremos golpe, muito menos anunciado por um Senador que foi cassado quando era governador.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Corrigindo, Bodas de Cerâmica e Vime.

Opa! Não, não errei o tempo de casamento, tanto que no texto publicado anteriormente, quando anunciei as bodas de Zinco ou Estanho, eu comecei falando dos 09 anos de casamento com minha companheira Áurea Augusta; em meio a tantas referências “googleanas” eu acabei trocando as informações, na verdade, hoje fazemos bodas de Cerâmica ou Vime.

A utilidade e a arte que evolve esses dois materiais no cotidiano da humanidade, permite relacionar a Cerâmica e o Vime ao amor e ao companheirismo que une nossas vidas nesses últimos nove anos. A arte de não permitir que o cotidiano vire rotina e a diversidade na forma de cada um participar nos diferentes objetivos da vida do outro são sinais da comparação que faço.

Não temos pressa para chegar ao Zinco/Estanho, mas queremos suas funções como parte das nossas vidas não só até os 10 anos de casado, mas até o ouro, o diamante e outras bodas possíveis. Como disse Áurea Augusta: “sempre na perspectiva de descobertas, alegrias e cada vez menos e menos aperreios”.


TE AMO MUITÃO, ESPOSA.