Siga o Blog por E-Mail.

terça-feira, 6 de maio de 2014

Um Convite aos/as Lutadores/as Sociais. Façamos a Frente de Esquerda!

Em João Pessoa, especialmente entre 2011 e 2012, houve um importante alinhamento entre algumas organizações partidárias da Esquerda Socialista e diversos Militantes Sociais em importantes lutas por direitos e na organização da classe trabalhadora, entre as quais, podemos destacar a defesa da Saúde Pública (Fórum em Defesa do SUS e Contra as Privatizações), da Mobilidade Urbana (#CONTRAOAUMENTOJP), dos Direitos Humanos (Conselho Estadual dos Direitos Humanos, Movimento de Mulheres e MEL) e o processo de organização do I Encontro Estadual dos Movimentos Sociais.

O alinhamento apresentado anteriormente, associado ao dinamismo e flexibilização de partidos como o PSOL e a Consulta Popular, possibilitou que nas Eleições de 2012 essas organizações, ao lado de divers@s militantes sociais, formassem a “Unidade Popular”; uma Frente para além de um processo eleitoral, uma frente que apresentou um Programa superior a qualquer uma das organizações que a formou e que apresentou uma importante alternativa de esquerda nas eleições para Prefeito de João Pessoa. O companheiro Renan Palmeira foi o responsável por representar esse grupo naquele processo eleitoral, no qual a Unidade Eleitoral só foi possível devido a Unidade anterior existente nas ruas.

Em 2013, a unidade dos Lutadores/as Sociais seguiu ampliando o alinhamento entre as organizações e favorecendo uma maior articulação durante os Levantes de Junho; após esse importante momento histórico tiveram alguns atos e/ou ações unitárias, sempre de maior impacto que quando organizado por uma única organização. Como não acreditamos em uma frente meramente eleitoral, mas em uma unidade que venha das ruas, da luta política por direitos e em defesa de uma sociedade sem explorados e exploradores, e considerando que em 2014 novamente teremos eleições, agora para Governador e Senador, estamos dialogando informalmente com alguns/mas dirigentes partidários desde 2013, conversas que avançaram em 2014 com a devida formalidade de uma reunião entre organizações. É compreensível que a forma de cada organização dialogar localmente com seus/suas integrantes e com sua direção nacional acaba impondo diferentes ritmos que não permite um parar a espera do outro, mas o diálogo não deve parar, ao contrário, deve ir para rua.

Não precisamos aqui dizem quem eram os/as envolvidos nos levantes de junho, não existem donos/as daquele momento histórico, todos/as tiveram sua importância, os movimentos, os partidos e as pessoas sem filiação partidária que participaram e fizeram história. Tivemos uma grande unidade em meio as nossas diferenças. Mas, até onde essa afirmação é verdadeira é até onde tivemos mais força. Como nossa legislação não permite candidaturas avulsas, nas eleições de 2014 a pauta das ruas só será defendida em sua plenitude pelos partidos que estiveram construindo aquelas lutas e entendendo a horizontalidade que aquele momento exigia.

Nosso nome (Tárcio Teixeira) foi colocado pelo PSOL como pré-candidato ao Governo da Paraíba, não queremos que esse nome venha a ser o candidato unicamente do PSOL, mas dos/as muitos lutadores/as sociais de nossa Paraíba. O momento atual, com o avanço do Agronegócio, do Mercado Financeiro e das Grandes Empreiteiras, não permite que os Partidos da Esquerda Socialista pensem unicamente em seu processo de construção; apesar de o debate da formação da Frente de Esquerda nos últimos dois meses ter avançado mais entre o PSOL, PCB e PSTU, a sociedade precisa que os demais partidos do nosso campo, assim como Movimentos Sociais, Sindicalistas e Militantes de diferentes segmentos, venham debater, ajudar a construir e compor uma alternativa coletiva, não só para se contrapor aos candidatos das Oligarquias (novas e antigas) que serão apresentados pelas elites, mas para disputar os rumos da sociedade.

Vamos junt@s ampliar a Frente de Esquerda, precisamos fazer um debate coletivo superior as nossas direções partidárias, um debate com indivíduos, partidos, movimentos, sindicatos, entre outr@s que estiveram e estão cotidianamente construindo a luta por direitos.

FICA AQUI O CONVITE PARA QUE TOD@S VENHAM PARTICIPAR DA PLENÁRIA DE CONJUNTURA POR UMA FRENTE DE OPOSIÇÃO DA ESQUERDA SOCIALISTA, SERÁ NO DIA 10 DE MAIO (09h- SINTESP/UFPB).

Sigamos a Frente das Lutas de Junho, vamos juntos/as também para as eleições e não nos limitemos a elas.


Forte Abraço

Tárcio Teixeira


Um comentário:

  1. No mundo neoliberal, não faz o mínimo sentido uma esquerda desunida. A esquerda deve funcionar como uma ciência: estudando, de forma integrada, as melhores maneiras para conseguir os nossos objetivos.

    ResponderExcluir

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.