Siga o Blog por E-Mail.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

As Eleições, a Paraíba e a Ditadura das Cores



Tárcio Teixeira (Pré-candidato ao Governo da Paraíba pelo PSOL e vice-presidente da legenda no estado, apresenta esse texto como o segundo de dois que trataram da Paraíba, da Ditadura e da Liberdade).

Qual cor você mais gosta? Já foi reprimido por usar a cor do outro partido? Pois bem, é disso mesmo que quero tratar nas linhas que seguem, a ditadura das cores, os partidos políticos e os meios de comunicação.

No último carnaval usei uma fantasia laranja, era o "monstro do halloween", e fui reprimido devido ser essa a cor do Governador Ricardo Coutinho, e olhe que a fantasia era de monstro; outro dia usei amarelo, cor presente na bandeira do PSOL, e disseram ser de Cassio Cunha Lima, Governador Cassado por uso indevido do dinheiro público (não é o mesmo que cassado por corrupção?); o vermelho nem se fala, uns dizem por aí que é do PT, na Paraíba outros dizem ser do PMDB de Maranhão, e olhem que o vermelho representa a luta histórica dos/as trabalhadores/as e é, também, uma das corres presentes na bandeira do nosso PSOL. E agora? Tocar fogo em meu guarda-roupa de cor madeira? Afinal de contas madeira é cor da cara de pau de muitos desses políticos que sempre governaram nossa Paraíba, não, não farei isso, só o meio ambiente sofreria.

Mas não para por aí, temos muitos ambientalistas no PSOL e o verde é a cor da natureza, mas diriam: “essa não é a cor do PV? Que tal usar o azul?”; melhor não, em um período cinza, em meio a tantos ataques a direitos, não podemos deixar aparentar que segue tudo azul. Anil e violeta, são as cores que faltam para fechar o arco-íris (lembrando que o cinza não faz parte do arco-íris), mas anil não deixa de ser uma tonalidade de azul e quanto a violeta, onde eu encontraria roupas, calças e calçados na cor violeta? Não, também tem o fato de violeta não combinar comigo, definitivamente violeta não combina comigo.

Saindo dos partidos, mas seguindo no assunto das cores, qual a cor do seu meio de comunicação preferido (televisão, portal, rádio e jornal)?

Rápido/a você, claro que não estou falando das cores estampadas nas marcas dos diferentes sistemas de comunicação, mas dos partidos e pré-candidatos/as que são privilegiados em/por seu meio de comunicação preferido.

Em nossa Paraíba um Governador Cassado por uso indevido de dinheiro público (Cássio Cunha Lima), que até fevereiro era parte direta do (des)Governo de Ricardo Coutinho, é quem mais tem espaço nos meios de comunicação (portais, canais de televisão, jornal impresso e/ou rádio); o atual Governador usa os meios de comunicação oficial, amplia em mais de 50% a verba de propaganda para 2014 e a Justiça Eleitoral não acha nada demais; o PMDB (des)governou a Paraíba e quer pintar suas cores como alternativa usando das relações com o Governo Federal para fechar sua chapa de Governador por meio da imposição nacional.

Calma, tem mais, pesquisas são publicadas sem os nomes dos/as pré-candidatos/as lançados/as oficialmente por seus partidos; a imprensa não garante o mesmo espaço nos meios de comunicação para todos/as pré-candidatos/as, nem para os partidos que possuem representação na Câmara dos Deputados, como determina a lei.

São quatro pesquisas divulgadas na Paraíba, uma delas (que só fala do PSDB, PSB e PMDB) nem no TRE foi registrada (ou não aparece na página do órgão); outras três foram registradas, vejamos:

1. Pesquisa registrada com nº "PB-00002/2014", contratada pelo "Mais PB" por 20 mil reais e nossa candidatura (Tárcio Teixeira- PSOL) não aparece;
2. Pesquisa registrada com nº "PB-00003/2014", contratada pela "Fundação Pedro Américo e Rádio e Televisão Campina Grande" por 40 mil reais, nossa candidatura (Tárcio Teixeira- PSOL) aparece, mas os organizadores/as (TV Itararé) não divulgam nosso percentual, mesmo eu tento ligado pessoalmente para TV;
3. Pesquisa registrada com nº "PB-00004/2014", contratada pelo "Jornal da Paraíba" por 43.500 reais, colocam a pré-candidata do PT, mas nossa pré-candidatura (Tárcio Teixeira- PSOL) segue fora das pesquisas.

QUAL MEDO DE COLOCAR NOSSO NOME COMO PRÉ-CANDIDATO?

Verdade, esse texto não terá repercussão nos meios de comunicação que já possuem uma cor definida, mas os levantes de junho e a vontade de mudança seguem presentes na mente de todos/as, a verdade derrotará a ditadura das cores.


Ps.: Sobre o primeiro texto: após publicação do primeiro texto sobre a ditadura recebi e-mail de uma importante comunicador da Paraíba, Giovanni Meireles; ele lembrou que o motivo de não existir uma homenagem direta ao Ditador Figueiredo é, de fato, devido o período da abertura e o fechamento de diversos órgão da repressão; mas Giovanni lembra ainda que o Bairro "Valentina de Figueiredo" é uma homenagem a mãe do ditador Figueiredo. Ampliando as palavras do primeiro texto, temos mais um Bairro para mudar de nome.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.