Siga o Blog por E-Mail.

domingo, 23 de março de 2014

CRESS/PB: A VONTADE DA CATEGORIA E A COMPRA DE VOTOS.


Vontade da Categoria: Serviço Social da Paraíba quer “Seguir na Luta, Forte e Independente”

Estamos em meio a maior votação da história do Conselho Regional de Serviço Social da Paraíba, até o momento mais de 350 Assistentes Sociais já votaram nas eleições do Conjunto CFESS/CRESS. A chapa “Seguir na Luta, Forte e Independente” entende que essa votação é resultado do avanço do Conselho nos últimos dois anos e agradece pelos inúmeros apoios declarados até o momento; mas não acabou, @s Profissionais do interior ainda podem enviar seu voto por correspondência, sugerimos que façam o mais rápido possível, mesmo o prazo regimental sendo até o dia 02 de abril.

No último dia das eleições, após a outra chapa perceber que ampla maioria dos/as Assistentes Sociais da Paraíba querem “Seguir na Luta, Forte e Independente”, a chapa “Alternativa CRESS” entrou com pedido de impugnação da nossa chapa em um claro desrespeito aos/as Assistentes Sociais da Paraíba que já votaram e expressaram seu desejo em decidir o futuro do seu Conselho.

A outra chapa alega a realização de Boca de Urna e nos critica por termos organizado um comitê para receber a categoria, segue o link do Código Eleitoral (http://www.cfess.org.br/arquivos/resolucao-cfess-659-2013.pdf) para que possam ler e perceber que não existe proibição de organização de comitê e que a boca de urna só é proibida no estabelecimento de votação; as duas chapas fizeram boca de urna no prédio onde fica a sede do CRESS/PB, nenhum delas no local de votação.

Tiraram foto do nosso comitê (sem a devida autorização) e postaram na internet caluniando nossa chapa, composta por 18 colegas Assistentes Sociais do litoral ao sertão, questionando a ética do nosso grupo como se fosse ilegal organizar o comitê; não temos culpa se elas/es não conseguiram organizar seu próprio comitê e se incomodou com nosso nível de organização; o código eleitoral é claro, em nenhum momento proíbe a organização de comitê (Código Eleitoral - http://www.cfess.org.br/arquivos/resolucao-cfess-659-2013.pdf); qual a real postura ética em nosso processo eleitoral?

Os/as Assistentes Sociais da Paraíba merecem respeito, a vontade da categoria tem que ser respeitada. A outra chapa entrou na justiça para não ter debate entre as chapas, agora diz que entrará na justiça para suspender as eleições e tenta anular a chapa mais apoiada pela categoria.


Compra de Votos

A Chapa “Seguir na Luta, Forte e Independente” recebeu denúncias e tomou conhecimento de possível compra de votos no processo eleitoral do Conjunto CFESS/CRESS no estado da Paraíba, podendo o pagamento da anuidade por terceiros ter sido a tática utilizada para tal prática. As informações que chegaram foi de que uma senhora entrou na sala do CRESS/PB (dizendo ter sido enviada por outra pessoa) recolhendo os boletos para realizar o pagamento das anuidades.

A compra de votos por meio do pagamento de anuidade por terceiros não deve ser confundida com favor de um/a amigo/a em uma situação pontual, seja ela relacionada a acessibilidade e/ou acordo financeiro entre eles/as (empréstimo de um amigo/a para outro/a). A Chapa “Seguir na Luta, Forte e Independente” não irá acusar nenhuma pessoa ou chapa sem a devida comprovação, para isso entregará na segunda-feira (24/03) ofício solicitando informação (em anexo).

É possível pelo sistema do CRESS/PB saber onde foi realizado o pagamento das anuidades e por quem, se em um banco utilizando a mesma conta bancária (ou cartão) ou se em lotérica (ou outro estabelecimento) por uma mesma pessoa, saindo de um fato isolado das relações pessoais e envolvendo um aparado financeiro que pode caracterizar a compra de votos. A prática de compra de votos não condiz com os princípios éticos da profissão, prática essa que não é aceita nem mesmo pela legalidade burguesa, podendo ser punida com prisão no caso de crime eleitoral.

Queremos que a Comissão Eleitoral verifique nas atas de votação a lista de profissionais que negociaram seus débitos nos dias do pleito para pagar as anuidades e ter direito a voto e solicite ao CRESS/PB listagem dos pagamentos no sistema, verificando se os pagamentos foram efetivados pelo próprio profissional ou por terceiros; e, no caso do pagamento ter sido efetivado por terceiros, verificar se uma mesma pessoa efetivou o pagamento de dois ou mais boletos, verificando ainda se essa pessoa é ou não Assistente Social. Caso a Comissão constate indícios de tal prática, sugerimos que toda documentação seja encaminhada para o Ministério Público Federal.

Não vamos permitir que essa prática entre no Serviço Social, alguém que tem a prática de comprar votos e gastar centenas de reais para ganhar uma eleição, seja ela onde for, deve ter um grande interesse. Muitas vezes essas ações estão relacionadas ao interesse de grupos políticos, impedir o crescimento e o avanço de uma categoria na luta por direitos; em outras vezes para impedir que determinada entidade pare de entrar na justiça ou de fazer denúncias que seguem na linha da garantia dos direitos, sejam eles das categorias ou da sociedade em geral.

Não é por acaso que o nome da nossa Chapa é “Seguir na LUTA, Forte e INDEPENDENTE”, não temos “rabo” preso com seja qual for a gestão pública, precisamos do seu voto para nosso CRESS/PB “Seguir na Luta, Luta, Forte e Independente”.


Colegas do Interior, cuidado na hora de votar para Seccional e para o CRESS/PB, temos chapas nas duas instâncias, o nome é o mesmo, mas o número é diferente:

CRESS/PB – Chapa 01 – “Seguir na Luta, Luta, Forte e Independente”


Seccional – Chapa 02 – “Seguir na Luta, Luta, Forte e Independente”

Quem quer Seguir Eticamente no CRESS/PB?


Anexo - Conteúdo do Ofício sobre a denúncia de compra de votos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.