Siga o Blog por E-Mail.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

PSOL/PB: Horizontalidade e Democracia no Debate Interno


Tárcio Teixeira
(Membro da Comissão Nacional de Ética do PSOL e
Pré-Candidato ao Governo da Paraíba pelo PSOL/PB)


No domingo (03/11/2013) realizamos o Congresso Estadual do PSOL/PB e, ainda, não conseguimos chegar a uma definição coletiva quanto a Presidência do Partido; nosso encontro acabou empate entre os/as delegados/as com direito a voto. A única definição possível foi na escolha dos delegados para o Congresso Nacional do Partido Socialismo e Liberdade (CNPSOL), disputa essa que nossa chapa conseguiu maioria dos votos, ficando com dois (Tárcio Teixeira e Aldo Nunes) dos três possíveis delegados. O CNPSOL será realizado entre os dias 29 e 30 de novembro e 01 de dezembro de 2013.

Escrevo essa nota para agradecer não só a cada delegado/a que votou em nossa chapa, foram 12 votos unidos em um projeto coletivo de fortalecimento do PSOL. Agradeço ainda a todos/as os filiados/as que declararam apoio para nossa chapa, sejam eles antigos ou novos em nosso Partido. É necessário ainda deixar nosso muito obrigado aos militantes sociais que prestigiaram nosso Congresso, um evento aberto que mostra a possibilidade de avançar em uma estrutura partidária cada vez mais horizontalizada, como foram os levantes de junho.

Na votação para Direção Estadual tivemos outras duas chapas inscritas, uma que apresentou Wender Lobão como candidato a Presidente e a outra chapa encabeçada por Fabiano Galdino, membro da Corrente APS/Nova Era. Na hora da votação o candidato Wender, foi convencido a votar na chapa encabeçada pela Corrente APS/Nova Era (com apoio de outras correntes internas) e, assim, alcançaram o empate.

A definição de quem será o novo Presidente do PSOL/PB ficará para uma data posterior, sendo estabelecida como prazo limite o dia 14 de dezembro. Antes disso será realizada uma consulta ao Diretório Nacional e analisada as propostas levantadas internamente, entre as quais adianto ser mais favorável a sugestão do companheiro Renan Palmeira: realizar uma Plenária Estadual aberta a todos/as os/as filiados/as para definir entre os candidatos empatados, respeitando as chapas inscritas no Congresso Estadual no momento da composição do novo diretório.

Por fim, mas de fundamental importância aos socialistas, independente da composição que venha a ter a próxima Direção Estadual do PSOL/PB, podem ter a certeza de que nosso partido seguirá unido na luta cotidiana por direitos e por uma sociedade sem explorados e exploradores.


Horizontalizar a política é a base ter mais poder que a direção!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.