Siga o Blog por E-Mail.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Perfume


Minhas noites solitárias
Meus sonhos repletos de amor
Mais um dia vazio em minha vida
Há muito não sentia a pureza de outro perfume
Há muito não sentia a delicadeza de outro toque
Suas mãos me tocaram com carinho
Seu sorriso marcou a tarde do ensolarado dia
Seu perfume ficou impregnado em meu corpo
Não me sentia mais só
Não me sentia mais triste
Seu perfume me acompanhava
Seu sorriso me seguia
Acabou minha tristeza
Minha solidão não é mais tão só
Seu perfume seguiu me acompanhando
Seu sorriso seguiu me acompanhando
Minha solidão foi ficando para trás
Seu perfume foi ficando mais sólido
Seu toque ficando mais real
Seu sorriso cada vez mais próximo
Sua boca a poucos centímetros
Seus braços em meus braços
Seus lábios a milímetros
Um barulho ao meu lado

Isso não era hora de acordar!

(Tárcio Teixeira)

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Ricardo Coutinho Não Recebe Movimento e Ainda Manda Recado por Subalternos/as.


Tárcio Teixeira

No início da semana os/as integrantes do Movimento Passe Livre da Região Metropolitana de João Pessoa receberam convite para participar de reunião com o Governador Ricardo Coutinho no dia 14 de agosto de 2013. Como até o momento o Movimento não havia sido recebido pelo Governador, a expectativa era de que finalmente seria aberto o diálogo e que teríamos uma resposta positiva para as reivindicações apresentadas desde junho de 2013 pelo Movimento Passe Livre.

A alegria durou pouco, a arrogância do Governador chegou ao ponto de convidar militantes para os seguintes informes: vai seguir impondo a privatização da rodoviária; que vai processar militante do movimento que denunciou irregularidade na licitação da rodoviária; e que não vai garantir passe livre para estudantes e desempregados. Qual o sentido do Governador em convidar militantes para uma reunião como essa e, além de não participar, tripudiar com a pauta do povo nas ruas desde junho de 2013? Só fazer o mal? Participaram da reunião apenas os subalternos/as Tibério, Estelizabel e Adriano Galdino, deram recado de forma clara, seguem a cartilha do Governador e não respeitam a vontade do povo.

Após tripudiar sobre as vontades do povo, os subalternos do Governador “alisam” e anunciam: a intenção em seguir o debate em nova reunião (16 de setembro); que apresentarão uma proposta para o Conselho Metropolitano de Transporte Urbano; e farão uma série de audiências públicas para debater transporte público.

Acreditamos que não é preciso dizer o que pensa o movimento sobre essa suposta “negociação”; essa postura que orienta o Governo Ricardo Coutinho só consolida a truculência que marca o seu mandato. As lagostas e o mundo digital da Granja seguem os mesmos padrões do cardápio do Governador do PSB no Ceará e do “padrão fifa” do Governador do PSB em Pernambuco que subordinam as políticas públicas aos Mega Eventos.


Não baixaremos nossas bandeiras, seguimos atentos e em luta!

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Movimento Passe Livre: Governador Ricardo Coutinho Comunica que Reunirá com Movimento na Quarta, 14 de agosto de 2013, e você Cartaxo?



Na segunda, 12 de agosto de 2013, o Avante João Pessoa/ Movimento Passe Livre realizou nova Assembleia Horizontal. A reunião ocorreu no Centro de Vivências da UFPB e resolveu avançar no processo de organização da luta social na Paraíba. Entre as atividades deliberadas pelos/as presentes estão: 1. Solicitar realização de Audiência Pública para debater Transporte Público na Câmara dos Vereadores; e 2. Preparar confraternização entre as organizações e os/as militantes que fazem o Movimento em João Pessoa.

Outro importante ponto de pauta da reunião foi a reunião agendada pelo Governador da Paraíba para quarta-feira, 14 de agosto de 2013. A reunião deverá tratar da pauta entregue em encontro realizado entre diversos Secretários/as Estaduais e o Movimento Passe Livre organizado em algumas cidades da Região Metropolitana. O Passe Livre, a Redução das Tarifas e o cancelamento do processo de licitação referente as Rodoviárias de João Pessoa e Campina Grande seguem sendo as principais reivindicações do Movimento, além de diversos outros pontos já de conhecimento público.

Vamos todos/as acompanhar de perto a reunião com o Governador Ricardo Coutinho: quarta-feira, 14 de agosto de 2013- 15h, na Secretaria de Comunicação.

Até a Assembleia Horizontal de 12 de agosto o Movimento não recebeu nenhum comunicado do Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, que segue até o presente momento sem resposta para pauta entregue nas primeiras reuniões entre Secretários e representantes do Movimento, reuniões essas suspensas sem nenhum comunicado formal por parte da Prefeitura.

Sigamos nas ruas!


#negociaricardo #negociacartaxo

Passe Livre Já!

 Pelo Cancelamento da Licitação das Rodoviárias de João Pessoa e Campina Grande! Chega de Privatização na Paraíba!

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Assembleia Horizontal - Seguir na Luta pelo Passe Livre e contra as Privatizações!




#negociacartaxo #negociaricardo

As últimas atividades do Avante João Pessoa/Movimento Passe Livre realizada após a ocupação da Assembleia Legislativa da Paraíba (31 de julho) foram: 1. Tentativa da entrega da Rodoviária para iniciativa privada (até agora sem data para ocorrer); 2. Sessão Especial na Assembleia Legislativa sobre Transporte Público e Passe Livre (30 de julho); e 3. Sessão Especial para debater “Jampa Digital” (01 de agosto).

Após essas ações os/as militantes que fazem o Movimento foram defender suas pautas na Conferência de Cultura, no ato do MPL Santa Rita, no Conversa de Praça com o Movimento João Pessoa que Queremos, na Marcha das Vadias, no Ato pela manutenção dos vetos ao “Ato Médico” e na Sessão Especial sobre as condições de trabalho dos Servidores/as da Saúde da Paraíba.

Agora é hora de construir mais uma importante Assembleia Popular Horizontal e mostrar o quanto o Movimento Passe Livre João Pessoa segue ativo na luta social. Será uma atividade de avaliação e planejamento das próximas grandes lutas do povo nas ruas.

Local: Centro de Vivências da UFPB.
Data: 12 de agosto de 2013.
Hora: 18h30.



Tod@s pelo Passe Livre e Redução das Passagens. Avancemos na construção de uma verdadeira Mobilidade Humana.

Rumo ao ato Nacional de 30 de agosto!

Fortalecer a Parada LGBT (25 de agosto) e o Grito dos Excluídos!

#negociacartaxo #negociaricardo




Leia sobre Licitação da Rodoviária - http://www.tarcioteixeira.com/2013/08/da-luta-nao-sairemos-tarcio-teixeira.html

sábado, 3 de agosto de 2013

Da Luta Não Sairemos! Tárcio Teixeira Escreve Nota Sobre Licitação da Rodoviária e Criminalização dos Movimentos Sociais.



Sobre as informações trocadas

Na última segunda-feira, 29 de julho de 2013, foi suspenso processo de licitação que pretendia entregar as Rodoviárias de João Pessoa e Campina Grande para iniciativa privada. A “ata da reunião ordinária da Comissão Especial de Licitação” diz que a reunião ocorreu na sala da Comissão Especial de Licitação- CEL (original de ata foi entregue ao Movimento). Assinam a ata o Presidente da CEL, outros quatro membros e os representantes das empresas presentes, a SINART e SOCICAM, como já havia sido anunciado pelo Movimento Passe Livre antes mesmo da reunião em análise.

Apesar da ata já mencionada dizer que reunião foi em um local (Sala da CEL), é de conhecimento público que, de fato, ela ocorreu em outro espaço, mais precisamente na Sala do Superintendente do DER. Contudo, não é esse fato que foi encaminhado ao Ministério Público da Paraíba para análise, o que chega nas mãos do Procurador Geral Oswaldo Trigueiro do Vale Filho é um pedido de investigação sobre um dos militantes do Movimento Passe Livre.

Sobre os fatos

Matéria publicada na página do MPPB[1] diz, inclusive, que o Ministério Público recebeu imagens nas quais eu, Tárcio Teixeira, estaria “rasgando um dos envelopes com documentos de uma das empresas que participavam do processo licitatório” (Texto do www.mp.pb.gov.br).

Antes de ser acusado publicamente eu gostaria de ver as imagens e saber do que se trata, até mesmo porque eu estive na reunião do dia 29 de julho para acompanhar a lisura do processo licitatório. Vi alguns vídeos nos quais eu pego um envelope, nas imagens é visível que uma outra pessoa presente na sala, se não estou enganado representante de uma das empresas, vem agressivamente em minha direção e as imagens já mostram o envelope rasgado nas mãos dessa pessoa.

Como isso tomou proporções que podem indicar diretamente uma perseguição aos movimentos sociais, conversei com advogados/as amigos/as do Movimento e fui orientado a não tratar desse assunto para além dessa nota. Estes mesmos advogados/as já estão com cópia do edital de licitação, dos anexos e da ata do dia 29 de julho, para tomar as medidas jurídicas possíveis para garantir que as Rodoviárias de João Pessoa e Campina Grande sigam sendo do povo, evitando assim a medida privatizante comum no Governo Ricardo Coutinho.

Sei da importância e seriedade do Ministério Público da Paraíba, essa investigação não tomará o perfil político esperado por alguns, muito pelo contrário, acredito que o fato das possíveis irregularidades no processo licitatório deva ser investigado. O MPL/JP poderá discutir uma representação no MPPB para investigar a legalidade da licitação.

Antes de seguir, lembro que em lutas de anos anteriores tentaram usar o Ministério Público, uma empresa de ônibus acusou injustamente um dos participantes das lutas pela redução das passagens, o companheiro Enver José, que foi absorvido após um moroso julgamento. Dessa vez o Governo resolveu agir diretamente, esperamos que agora nem mesmo o processo judicial seja aberto, mas, em sendo, lutaremos para que o resultado seja favorável ao povo que luta. Todos/as contra a criminalização dos Movimentos Sociais.


Sou Assistente Social do Ministério Público

O Governo poderia ter encaminhado essa solicitação de investigação para outros órgãos, mas sabe que sou Assistente Social do MPPB, licenciado após Mandado de Segurança que garantiu meu direito de acompanhar as atividades de Presidente do Conselho Regional de Serviço Social da Paraíba (CRESS/PB). Esse gesto pode indicar a tentativa de construir um clima ruim dentro da instituição que sou servidor.

Apesar dessa tentativa do Governo Ricardo Coutinho, sei que isso não ocorrerá, entendo perfeitamente o papel do MPPB, fui, como milhões de brasileiros, parte da luta contra a PEC 37. Apesar de jovem, 35 anos, não levei para o campo pessoa o fato de ter ficado mais de um ano na gestão do CRESS/PB sem ser liberado das minhas atividades profissionais, da mesma forma o Procurador Geral, que fez o que entendeu ser o mais correto para o órgão ao tentar garantir que eu seguisse desenvolvendo minhas ações tão elogiadas dentro do MPPB. Não será construído nada pessoal nesse processo, como pensam alguns.

O MPPB não foi falta de opção em minha vida profissional, mas resultado de muito estudo. Escolhi sair do Tribunal de Justiça de Pernambuco, onde eu também era concursado, e passar a trabalhar no Ministério Público por entender ser um espaço no qual eu poderia contribuir ainda mais no aprimoramento das políticas públicas e na garantia de direitos. Soma-se a isso o fato de ter vindo morar na Paraíba em 05 de agosto de 2007, quando estive como Assistente Social do Correios, e ter a certeza de que é aqui o local que passarei o restante de minha vida.


Sou Militante Partidário Sim

Após o Movimento ganhar força e derrubar a aprovação de Luciano Cartaxo e Ricardo Coutinho, devido a falta de diálogo e o não atendimento da pauta do povo nas ruas, começaram acusações de que eu seria ligado a Partido Político. Primeiro que isso não é acusação, pois esse foi um direito conquistado na luta contra a Ditadura Militar; depois que eu jamais escondi esse fato de ninguém, mandei vários textos para mídia e postei no face diretamente do meu blog, onde facilmente percebe-se que sou militante do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL); soma-se a isso o fato de ter sido perguntado sobre o assunto na Rádio CBN e na TV Arapuã. Sugiro que Assistam a entrevista dos integrantes do Movimento Passe Livre, no Roda Viva, e vejam a posição sobre os Militantes dos Partidos que sempre estiveram nas lutas sociais.

Sou Tesoureiro do PSOL/PB e membro da Comissão Nacional de Ética do PSOL, mas nessa luta eu sempre falei em nome do Movimento por entender que a propaganda e a construção Partidária deve ser secundária e a luta coletiva colocada em primeiro lugar. O PSOL não é o único partido que compõe o MPL/JP, mais ainda, a grande maioria dos/as militantes do Movimento não possuem filiação partidária. Esse coletivo merece respeito e ser colocado a frente das bandeiras de um ou outro grupo.

Movimento Passe Livre João Pessoa, uma Ação Coletivo

Muitas pessoas falaram comigo no sentido de parabenizar pelas ações das últimas semanas, tenho respondido de pronto que os parabéns não são meus, mas de um grande coletivo em luta. Desde o começo que tentam fazer um líder para o Movimento Passe Livre João Pessoa, mas todos os membros são líderes e decidem os rumos do Movimento com igual peso. Não aceitaremos a invenção de “bodes expiatórios” para criminalizar a luta do povo. Todas as ações do movimento são coletivas. Muitos profissionais da comunicação perceberam as vezes que descentralizamos, inclusive, aparição nas entrevistas, seja durante os atos, seja durante entrevistas agendadas.

São dezenas as organizações e pessoas que fazem o MPL/JP em seu cotidiano, não são indivíduos isolados que definem os rumos do Movimento, mas um grande coletivo em luta.

Próximos Passos

A pressão popular, nas ruas da Paraíba desde 20 de julho de 2013, garantiu que as passagens baixassem no Estado e em João Pessoa; garantiu passe livre em Campina Grande; pautou o transporte público que passa a ser debatido enquanto direito; possibilitou que um Projeto de Lei defendendo o Passe Livre Estadual fosse apresentado na Assembleia Legislativa; e permitiu que milhares de pessoas passassem a ser parte direta do processo de construção coletiva, as pessoas foram às ruas e estão organizadas em diversos espaços coletivos. Com isso já dizemos, sem medo de errar, que o Movimento Passe Livre João Pessoa já é vitorioso, mas não paramos aqui!

Após duas semanas intensas, com ocupação da Assembleia Legislativa da Paraíba, do acompanhamento do processo de licitação das rodoviárias de João Pessoa e Campina Grande e as duas Sessões Especiais que debateram o Transporte Público e o Jampa Digital, o Movimento Passe Livre João Pessoa resolveu seguir organizado nas ruas e marcar a próxima Assembleia Popular Horizontal para o final dessa semana.



Pelo fim da criminalização dos Movimentos Sociais!

Com Processo ou Sem Processo Seguiremos na Luta por Direitos!

É pela Redução das Passagens, pelo Passe Livre e por qualidade no Transporte Público!

Negocia Cartaxo! Negocia Riçado!




Tárcio Teixeira, João Pessoa, 03 de agosto de 2013