Siga o Blog por E-Mail.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Bela Morte

A Morte passou na minha frente

Olhos castanhos cor de mel

Longos cabelos negros e cacheados

Uma voz suave

Pele macia e mãos rápidas

Olhei para o lado

Ela sorriu

Ergueu o pequeno corpo estirando no meio da rua

Olhou em minha direção

Mais uma vez sorriu

Pediu para eu esperar

Disse que não tenho pressa

Tenho a vida toda para ser tocado por tamanha beleza

Saberei esperar

Curtir cada olhar

Cada carícia

Cada cheiro exalado por seus cabelos

Faço questão de curtir vagarosamente cada momento

Curtir cada toque

Sem pressa alguma

Por sua beleza

Por um contato mais intimo com tão grandiosa beleza

Espero sem pestanejar

Espero até meus 150 anos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.