Siga o Blog por E-Mail.

sábado, 31 de dezembro de 2011

Quebrando o Recesso: R$2,30 é um Assalto!

                                                       “Seu prefeito, preste atenção, R$2,30 não consegue reeleição” (palavra de ordem no ato contra o aumento)


Agra não permite nem mesmo um recesso de quinze dias ao nosso blog! Como no início de 2011, na “calada da noite”, ameaçaram o aumento de passagem para R$2,30, se R$2,10 já era um assalto, o que dizer de R$2,30?
Vocês acreditam em coincidências? Eu não! Não sei se tod@s sabem, mas um valoroso companheiro de luta responde a um processo no judiciário desde as últimas lutas contra o aumento das passagens no início de 2011, procedimento este que tortura o companheiro pela morosidade de judiciário. No dia 29 de dezembro de 2011, após ser anunciado o aumento para R$2,30, e exatamente no dia da primeira reunião do movimento pela redução, recebi em casa, às 07h30 da manhã, um oficial de justiça com a intimação para que eu fosse testemunha do companheiro em audiência marcada para 27 de março de 2012, às 13h30, na Av. João Machado, S/N, Centro. É uma grande coincidência, MERECE SER CONSTRUÍDO UM GRANDE ATO NESSE DIA! QUE SEJA UM DIA HISTÓRICO!

Na última sexta do ano tivemos um bonito ato pela redução das passagens, além do movimento estudantil participaram o Movimento do Espírito Lilás (MEL) e o Conselho Regional de Serviço Social da Paraíba (CRESS/PB), tod@s em um só grito: R$2,30 é um assalto!

2011 foi de muitos ataques aos direitos do cidadãos/ãs, mas também foi um ano de muita articulação dos movimentos sociais, com destaque para as: ações do Fórum Paraibano em Defesa do SUS e Contra as Privatizações; lutas contra as privatizações das políticas públicas, por parte do Prefeito de João Pessoa (Luciano Agra) e do Governador da Paraíba (Ricardo Coutinho); manifestações pela redução das passagens; e as ações políticas do Movimento LGBT.

Que 2012 seja de fortalecimento das lutas e que tod@s percebam quem repete a história e quem busca a mudança!



Feliz 2012!

Tárcio Teixeira
Assistente Social do MPPB
Presidente do CRESS/PB

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

sábado, 24 de dezembro de 2011

Que venha 2012!

Tive um 2011 maravilhoso! Peço permissão aos/as leitores/as do blog "Vida Vivida!", acessado mais de 6.500 vezes no ano de 2011, para fazer um balanço pessoal do “meu 2011”. Mesmo entendendo a sociedade na perspectiva de totalidade, repartirei “meu 2011” em alguns pedaços.

Comecei “meu 2011” com uma única meta: terminar meu mestrado. Como a vida é carregada de surpresas, eu não fujo das tarefas que a realidade impõe e tive a alegria de receber pessoas fantásticas em minha vida... Terminei meu ano mestre, na gestão do CRESS/PB, no Diretório Estadual do PSOL/Paraíba, com meu casamento ainda melhor do que começou e com minha filha querendo morar em João Pessoa.

Profissionalmente termino o ano tendo concluído meu estágio probatório e sendo reconhecido pelos/as Promotores/as, e trabalhadores/as com quem vivo meu cotidiano profissional, como um bom assistente social. Sei que sempre podemos melhorar, espero isso para “meu 2012”.

Politicamente foram algumas conquistas em 2011: no Partido Socialismo e Liberdade da Paraíba (PSOL/PB), retornei minha militância e tenho a oportunidade de, hoje, compor o Diretório Estadual do Partido, isso em um ano onde nosso Congresso Nacional mostrou que estamos no caminho certo; na Associação dos/as Servidores/as do Ministério Público da Paraíba (ASMP-PB), percebemos uma boa movimentação feita por nós servidores, a caminhada apenas começou; no Serviço Social, iniciei “meu 2011” de forma tímida apenas querendo contribuir com o fortalecimento da categoria, sem grandes pretensões na composição do Conselho Regional de Serviço Social da Paraíba (mesmo em um grupo com diferenças internas), como alguns não quiseram avançar em um grupo conosco, resolvermos apresentar nossas propostas e mobilizar a categoria, o resultado disso é que hoje somos parte da gestão 2011/2014 “CRESS na Luta, Forte e Independente!”, eleita pelos/as assistentes sociais da Paraíba para fortalecer nossa entidade.

Academicamente, não só terminei o ano com uma esposa mestra, disposta a contribuir com minha formação intelectual, como também terminei meu mestrado em meio a “meu 2011” fora do normal. Aqui, um abraço especial aos membros do Super Mestrado e do Super Hiper Mestrado, aos membros da banca e a minha orientadora, com quem espero realizar importantes pesquisas no CRESS/PB.

Termino “meu 2011” com a maravilhosa notícia de que minha princesa quer morar conosco em João Pessoa, alegrias e desafios para 2012. 

Termino feliz  “meu 2011” por saber que só termina dessa forma porque não foi meu, MAS NOSSO!

Obrigado as pessoas maravilhosas que toparam dividir importantes momentos do “seu 2011” e fazer dele o NOSSO 2011.

Pelo que vi essa semana, não terei tempo para em 2012 ter meta maior do que a de fazer uma boa gestão no CRESS/PB, uma gestão que, ainda quando chapa, fez um trabalho de “gente grande”, e assim fez por não se limitar aos 18 integrantes da chapa, mas envolver os/as profissionais e os movimentos sociais, fazer campanha e fazer luta política. Obrigado aos/as companheiros/as da gestão 2011/2014 e aos/as apoiadores/as que garantiram essa vitória, que acreditaram em um projeto coletivo! Sigamos juntos, a caminhada apenas começou!

FELIZ 2012!



AGENDA 2012 – Quem ainda não comprou agenda 2012, pode fazer isso na sede do CRESS/PB, as agendas do Conjunto CFESS/CRESS ficaram mais bonitas e com a qualidade melhor que a de 2011- GARANTA A SUA!

RECESSO – Leitores/as do “Vida Vivida!”, até 09 de janeiro estaremos resolvendo algumas pendências pessoais e do CRESS/PB, motivo esse que faz com que tiremos um breve recesso nas postagens do nosso blog. Agradecemos a compreensão de todos/as e esperamos contar com vocês entre os leitores e seguidores do www.tarcioteixeira.com no ano de 2012.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

CONVITE PARA POSSE DA NOVA GESTÃO DO CRESS/PB

A Chapa “CRESS na Luta, Forte e Independente!” tem a enorme satisfação em convidar tod@s @s assistentes sociais e lutadores sociais da/na Paraíba para participarem da posse da nova gestão do Conselho Regional de Serviço Social da Paraíba. O evento acontecerá às 09h do dia 17 (sábado) de dezembro de 2011 na sede do CRESS/PB.

Endereço

CRESS-PB – Conselho Regional de Serviço Social 13a Região PB
Sede - Av. Guedes Pereira, 55 - Salas 401 e 403 - Edifício Oriente Center - Centro - João Pessoa - PB - (83) 3221-7783.

domingo, 11 de dezembro de 2011

NOVO RECURSO PARA ANULAR AS ELEIÇÕES DO CRESS/PB!

Apesar do título, não se trata de um texto repetido, na verdade a chapa 2 entrou com novo recurso contra o resultado das eleições do CRESS/PB. Perguntem ao integrante da chapa 2 que você conhece se ele/ela sabe desse novo recurso, ou mesmo do recurso anterior, caso a resposta seja positiva (o que não será para boa parte) pergunte até onde estão dispostos a seguir questionando a vontade d@s assistentes sociais da Paraíba.

Todas as movimentações da Chapa “CRESS na Luta, Forte e Independente!” são publicadas nas redes sociais, distribuídas por e-mail e postados em nosso blog, queremos democratizar as informações e que @s assistentes sociais da Paraíba sigam mobilizados e ativos no processo de fortalecimento da nossa categoria. Como sabemos que vocês não foram informados sobre esse recurso interposto junto a Comissão Eleitoral Nacional, aqui estamos, mais uma vez informando e pedindo sua participação.

Nossa campanha foi realizada com muito esforço pel@s integrantes da chapa e noss@s tant@s apoiadores, os recursos financeiros/materiais que tivemos foram muito poucos, mas nossa organização vinda desde abril de 2011 possibilitou conseguir apoio junto aos/as inúmer@s apoiadores/as.

A Chapa 1, vitoriosa no processo eleitoral, segue organizada como sempre esteve! Hoje fizemos nossa primeira reunião de planejamento para pensar as comissões regimentais, e não regimentais, e estruturar nossa atuação na POSSE, evento este que não podemos já fazer o convite pelo fato de ainda não sabermos a data.

Esperamos que e a vontade da grande maioria d@s assistentes sociais da Paraíba e as instâncias internas da categoria sejam respeitadas. Contamos com o seu envolvimento e participação na posse e na gestão “CRESS na Luta, Forte e Independente!”

Forte Abraço e até a posse!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

14ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE: VITÓRIA CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DO SUS!

Nota política da Frente Nacional contra a Privatização da Saúde Nosso Sistema Único de Saúde (SUS) chegou à 14ª Conferência Nacional de Saúde em um momento crítico. Após vinte e um anos de construção difícil e avanços limitados, o SUS tem sofrido um processo de desconstrução de seu caráter público e estatal, que ameaça por fim às possibilidades de alcançarmos o sonho do direito universal à saúde no Brasil. As propostas de “novos modelos de gestão” são hoje, sem dúvida, uma das maiores expressões desse processo de desconstrução e de privatização do direito à saúde.

Foi nesse contexto que as delegadas e os delegados da 14ª Conferência Nacional de Saúde, no período de 30 de novembro a 04 de dezembro de 2011, rejeitaram, em maioria arrebatadora, todas as formas de privatização da saúde (Organizações Sociais, Fundações Estatais de Direito Privado, Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIPs, Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH e Parcerias Público-Privadas).

Entendemos que essa vitória é de todos (as) que defendem o SUS 100% público, estatal e sob administração direta do Estado em cada local desse país.

A Conferência afirmou o desejo da maioria da população brasileira pela garantia de acesso universal, equânime e integral aos serviços de saúde geridos com qualidade pelo Estado. Afirmou ainda, a defesa do aumento do financiamento para o SUS, exigindo a imediata regulamentação da Emenda Constitucional 29 e a destinação de 10% da Receita Corrente Bruta para a saúde e, principalmente, que estes recursos públicos sejam aplicados para ampliação da rede pública de serviços em todos os níveis de atenção à saúde (Atenção Básica, Média e Alta Complexidade) - com instalações, equipamentos, medicamentos e assistência farmacêutica restritamente públicos -; a realização de concursos públicos, a definição de pisos salariais e de Planos de Cargos e Carreira para todos(as) os(as) trabalhadores(as) e melhores condições de trabalho, efetivação de serviços de saúde mental na lógica da Reforma Psiquiátrica Antimanicomial, rejeitando a internação compulsória e as comunidades terapêuticas, dentre várias outras propostas que visam fortalecer o SUS e efetivar o direito à saúde.

A 14ª Conferencia Nacional de Saúde será lembrada na história como o espaço que rejeitou a tentativa de contrarreforma do capital no sentido de privatizar a saúde e demonstrou que a sociedade brasileira está atenta e forte na defesa de seus direitos.

Apesar dessa legítima vitória do povo brasileiro, construída desde as Conferências Municipais e Estaduais de Saúde, e concretizadas na etapa nacional após muito debate, não podemos deixar de denunciar o desrespeito ao Controle Social por parte do Governo Federal ao final da plenária. O Governo Federal, defensor das mais diversas propostas privatizantes, visando esconder a sua derrota política nas propostas votadas pelo conjunto de delegados de todo Brasil, apresentou uma “carta síntese” que não traduz o teor político das conferências e lutas travadas no dia a dia pelos militantes, usuários e trabalhadores da saúde, trazendo apenas um resumo com a intencionalidade de mostrar um “falso consenso” excluindo os importantes pontos em que o governo foi derrotado, como a defesa de um SUS 100% público e estatal e a rejeição a todas as formas de gestão privatizantes, citadas acima.

A carta, mesmo não estando prevista no Regimento e nem no Regulamento, e não sendo publicizada anteriormente em nenhum espaço oficial da Conferência, foi colocada em votação. Sem debate do seu teor e sem permissão de intervenção sobre o seu conteúdo, a carta foi aprovada pela Plenária, em uma votação conduzida pelo próprio ministro. Não nos calaremos diante desse golpe e nossa resposta se dará na continuidade de nossas lutas!

Afirmamos que o produto da Conferência está expresso no relatório final, sendo este o documento oficial da mesma, e que deve ser imediatamente divulgado para toda a sociedade! Nele está expresso o desejo do povo brasileiro que norteará as nossas lutas em defesa do SUS.
 
A Frente Nacional contra a Privatização da Saúde - composta por Fóruns Estaduais e Municipais, diversas entidades, movimentos sociais, centrais sindicais, sindicatos, partidos políticos e projetos universitários -, esteve na 14ª Conferência, de forma organizada e militante, defendendo o caráter público da saúde e a efetivação do SUS articulado a um projeto de sociedade em que todos tenham igualmente condições de vida digna, no contexto mais amplo das lutas para supressão das desigualdades sociais, com prospecção socialista. Entendemos que as lutas na saúde devem estar articuladas às lutas por uma sociedade justa, plena de vida, sem discriminação de gênero, etnia, raça, orientação sexual, sem divisão de classes sociais!
 
Tivemos uma grande vitória. Durante toda Conferência, houve uma dura disputa política entre os defensores do SUS e os privatistas. A Frente Nacional contra a Privatização da Saúde obteve uma grande vitória com a defesa intransigente do SUS público e repúdio a privatização. Mas, é preciso continuarmos atentos e organizados. A nossa luta continua em cada estado e município desse país, fortalecendo os fóruns em defesa do SUS e contra as privatizações, exigindo a efetivação das definições desta Conferência, buscando fortalecer o controle social e as lutas nas ruas!
 
A 14ª Conferência Nacional de Saúde entra para a história reafirmando o mais importante princípio da 8ª Conferência Nacional de Saúde: nossa saúde não é mercadoria!

"O SUS É NOSSO
NINGUÉM TIRA DA GENTE
DIREITO GARANTIDO
NÃO SE TROCA E NÃO SE VENDE!"

FRENTE NACIONAL CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA SAÚDE

FÓRUNS PARTICIPANTES DA FRENTE:
FÓRUM DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO
FÓRUM EM DEFESA DO SUS E CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DE ALAGOAS
FÓRUM PARAIBANO EM DEFESA DO SUS E CONTRA AS PRIVATIZAÇÕES
FÓRUM POPULAR DE SAÚDE DE SÃO PAULO
FRENTE PERNAMBUCANA EM DEFESA DO SUS
FÓRUM ESTADUAL EM DEFESA DO SERVIÇO PÚBLICO E CONTRA AS TERCEIRIZAÇÕES- DO RIO GRANDE DO NORTE
FÓRUM POPULAR EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA DE LONDRINA E REGIÃO
FÓRUM POPULAR DE SAÚDE DO PARANÁ
FRENTE CEARENSE EM DEFESA DO SUS E CONTRA A SUA PRIVATIZAÇÃO
FÓRUM DE SAÚDE DO RIO GRANDE DO SUL
FÓRUM EM DEFESA DO SUS CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA SAÚDE DE MINAS GERAIS
FÓRUM EM DEFESA DO SUS DO DISTRITO FEDERAL
FÓRUM DE SAÚDE DO MARANHÃO
FÓRUM DE SAÚDE DE GOIÁS

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Sócrates, Mombaça, Política, Futebol...

Minha primeira lembrança relacionada ao futebol foi em 1982, quando – com pouco mais de 4 anos – fui chorar escondido no alpendre da casa dos meus avós, confesso que não lembro das jogadas, mas os nomes de Zico, Junior e Sócrates ficaram para sempre.

Naquele dia de sol, no sertão do Ceará, o clima que dominava era o de euforia e esperança estampado na cara das pessoas. A expectativa de mudança vivida pelo país parecia ter algo haver com tudo aquilo que ocorria no futebol, relação esta que eu não percebia aos meus 4 anos de idade. Naquele período, tudo que eu queria era que as pessoas seguissem com aquela alegria estampada no rosto, mas perdemos a copa.

Hoje percebo que realmente tinha algo mais naquela seleção de 1982, possivelmente eram os efeitos da liderança democrática de Sócrates, jogador que contribuiu para o país não apenas nos gramados, mas também para que, naquele mesmo alpendre que chorei com a derrota da seleção (ou pela tristeza que aquela derrota trazia), eu pudesse sorrir ao ver as pessoas tomarem as ruas de Mombaça gritando coisas que eu não entendia... Tod@s eufóric@s com as eleições indiretas e animados com a possibilidade de votar nas eleições presidenciais seguintes.


Sócrates, que fiquem as lembranças e lições positivas!

domingo, 4 de dezembro de 2011

Bela Morte

A Morte passou na minha frente

Olhos castanhos cor de mel

Longos cabelos negros e cacheados

Uma voz suave

Pele macia e mãos rápidas

Olhei para o lado

Ela sorriu

Ergueu o pequeno corpo estirando no meio da rua

Olhou em minha direção

Mais uma vez sorriu

Pediu para eu esperar

Disse que não tenho pressa

Tenho a vida toda para ser tocado por tamanha beleza

Saberei esperar

Curtir cada olhar

Cada carícia

Cada cheiro exalado por seus cabelos

Faço questão de curtir vagarosamente cada momento

Curtir cada toque

Sem pressa alguma

Por sua beleza

Por um contato mais intimo com tão grandiosa beleza

Espero sem pestanejar

Espero até meus 150 anos