Siga o Blog por E-Mail.

sábado, 12 de novembro de 2011

TV CORREIO: Liberdade de Imprensa ou Violação de Direitos?

Sexta, 11/11/11, cheguei ao trabalho pouco depois das 06h40 e fui recebido por um programa da TV Correio que passava na recepção: duas crianças, uma de 1 ano e 3 meses e outra de 2 anos e 6 meses, teriam sido (supostamente) estupradas pelo pai e uma delas havia chegado a morrer (a outra morreu horas depois).

Antes das 7h eu já estava dominado por uma angústia tremenda, via o rosto daquele pai exposto na TV, sendo coagido e denunciado sem direito de defesa, simplesmente olhei para um dos meus colegas de trabalho e questionei: “tomara que, caso não tenha sido esse rapaz, o rosto dele passe diversas vezes como inocente e injustiçado”. Parecia que eu estava adivinhando, os exames afirmaram que não havia indícios de violência sexual, as crianças haviam morrido por algum tipo de envenenamento.

No mesmo programa de televisão já referido, passou uma matéria sobre uma tentativa de estupro, nesta chegou ao ponto de dizer o nome da rua e o número da casa de um dos envolvidos. Isso é liberdade de imprensa? ALGUÉM PRECISA PARAR ESSES ABSURDOS!

Depois das 18h, em um programa de rádio, ouvi o locutor informar que o pai das meninas havia sido espancado pela polícia e demitido da empresa de ônibus que trabalhava logo após seu rosto ter sido exposto por trás das grades como um estuprador. Um trabalhador que, ao mesmo tempo, sofria a dor da morte de uma das filhas, a violência policial e o assédio moral da empresa na qual trabalhava. Nenhuma indenização no mundo pagará o sofrimento desse pai!

Solicitei aos órgãos competentes a investigação das “possíveis” irregularidades existentes no programa apresentado no dia 11/11/11. No mesmo documento sugeri que esse tipo de programa não seja exposto na recepção da unidade na qual trabalho em respeito as crianças, adolescentes e familiares ali atendidos.

A liberdade de imprensa não pode ser confundida com isso que alguns chamam de jornalismo. A “informação” não pode ser superior ao direito das pessoas, muito menos querer assumir o lugar o Poder Judiciário e sair julgando quem bem entender, pior, sem garantir o direito de defesa. LIBERDADE DE IMPRENSA NÃO É DESCUMPRIR A LEI!

Será que esse acontecimento foi um fato isolado? Será que esse pai foi a única vítima desse formato de programa? Quantos outros não são expostos como criminosos e humilhados em suas comunidades? ALGUÉM PRECISA PARAR OS VERDADEIROS CRIMINOSOS!

CONCLAMO aos leitores desse texto que FAÇAMOS UM MONITORAMENTO COLETIVO E DENUNCIEMOS AOS ÓRGÃOS COMPETENTES AS IRREGULARIDADES EXITENTES NOS PROGRAMAS DE TV!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.