Siga o Blog por E-Mail.

domingo, 4 de setembro de 2011

17º GRITO DOS EXCLUÍDOS E EXCLUÍDAS 2011

PELA VIDA GRITA A TERRA... POR DIREITOS, TODOS NÓS!
DATA: 06/09/11
CONCENTRAÇÃO: CASSINO DA LAGOA
HORÁRIO: 13H30



17º GRITO DOS EXCLUÍDOS E EXCLUÍDAS 2011


VAMOS JUNTOS/AS LUTAR E GRITAR POR JUSTIÇA SOCIAL!
PELA VIDA GRITA A TERRA... POR DIREITOS, TODOS NÓS!


MANIFESTO



Pelas ruas e praças de João Pessoa, e por todo o Brasil, ecoa, pela décima sétima edição, O GRITO DOS EXCLUÍDOS E EXCLUÍDAS!

Viemos à rua soltar o nosso GRITO de revolta e de esperança. De revolta contra os sinais de morte produzidos por esse sistema de exclusão, baseado na lógica do lucro, que só beneficia grandes capitalistas. Viemos gritar contra o não cumprimento da Reforma Agrária, contra os grandes projetos como o da construção da hidrelétrica de Belo Monte, das Mineradoras e da Transposição; contra a violência que massacra e criminaliza os Jovens das periferias das grandes cidades e militantes sociais.

Contra a violência e assassinatos de Mulheres e Homossexuais. Contra a negação de políticas públicas essenciais e de boa qualidade social, nas áreas de Trabalho, de Saúde, de Educação, de Moradia, de Transporte Coletivo, de Seguridade e Previdência Social, de Cultura e Esportes, entre outras.

Lutamos contra as raízes dos nossos problemas sociais: A DESIGUALDADE SOCIAL que tem crescido no Brasil e no mundo. Não é por escassez de recursos que há fome e miséria no mundo. O Brasil e o mundo têm riqueza suficiente para assegurar uma vida digna a todos. O PROBLEMA CENTRAL RESIDE NA CONCENTRAÇÃO, EM POUCAS MÃOS, DAS RIQUEZAS, DAS TERRAS E DA RENDA, À CUSTA DO EMPOBRECIMENTO DAS GRANDES MAIORIAS! É sobretudo contra estas raízes que ecoa o nosso GRITO!

Nosso Grito é também de esperança, de confiança na CAPACIDADE TRANSFORMADORA DOS EXCLUÍDOS E EXCLUÍDAS, DO BRASIL, DA AMÉRICA LATINA E DO MUNDO. Esse ano, em João Pessoa, elegemos, seis eixos principais do nosso GRITO:

MEIO AMBIENTE – Defendemos práticas harmoniosas com a natureza e com todos os seres que nela habitam. Combatemos os grandes projetos que degradam o meio ambiente e atingem os povos tradicionais, os assentados da reforma agrária, os agricultores familiares e a agroecologia. Somos contra a violência e o tráfico de animais domésticos e silvestres, não apoiamos as modificações do novo Código Florestal, que reduzirão nossas florestas e causarão sérios desequilíbrios ambientais.

TRABALHO – Somos contra o alto número de Trabalhadores e Trabalhadoras desempregados, em especial as Mulheres e os Jovens, mantidos à margem, sem esperança de realização de suas legítimas aspirações. E gritamos contra as várias formas de precarização do trabalho e contra os baixos salários.

POLÍTICAS PÚBLICAS – Contra a negação dos direitos a enormes parcelas de nossa população do campo e da cidade, desprovidas ou mal servidas de políticas de Saúde, de Educação, de Transporte Coletivo, de Energia, de Moradia, sendo tais condições ainda mais precarizadas pela privatização desses serviços.

COMBATE A CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS E DA JUVENTUDE – Combatemos o extermínio da juventude e a criminalização dos movimentos sociais do campo e da cidade. Ser jovem, ser negro, e ser pobre não é crime. Lutar não é crime. As mudanças sociais só avançaram através da luta coletiva dos povos organizados.

DIREITOS DAS MULHERES E DO MOVIMENTO LGBT - O crescimento desenfreado dos índices de assassinatos no Brasil e na Paraíba – quase sempre impunes! – de Mulheres e Homossexuais, é parte de uma cultura patriarcal baseada na dominação, na intolerância, e na discriminação de gênero, raça/etnia e orientação sexual. Basta de violência contra a mulher e pelo respeito quanto a orientação sexual.

MEMÓRIA, MÍSTICA E UTOPIA - Nosso GRITO não se limita a denunciar as mazelas e maracutaias do sistema. GRITAMOS também para expressar nossas ESPERANÇAS e nossas LUTAS pela construção de relações alternativas, no cotidiano, de modo a sinalizar o tipo de sociedade e de mundo, de mulheres e de homens, que nos esforçamos por construir. Sejamos sementes desse novo que está por vir.

Convidamos todos e todas a somarem-se conosco, num único e forte GRITO por uma vida melhor, por pessoas melhores, por um presente e um futuro melhor.

Por uma Pátria Livre!

Venceremos!


João Pessoa, 06 de Setembro de 2011

E-mail: pbassembleia@yahoo.com.br Facebook: assembléiapopular



Atentos/as ao Calendário

Setembro

02 – Manhã: a partir das 8h, Café da Manhã com uma Coletiva de Imprensa do Grito dos/as Excluídos/as junto com a Feira Ecológica da CPT, na UFPB.

05 – Última reunião do Grito, às 13h, encaminhamentos gerais, e às 15h, uma grande Barracão dos Blocos, no Sintricom

06– Grito dos /as Excluídos/as, concentração no Cassino da Lagoa, às 13h30.

20- Avaliação do Grito, às 14h, no sintricom

25 – Caminhada Ecológica

29 – Conferência Estadual do Trabalho Decente


Outubro

25 – Julgamento de Enver

26 a 29 - Seminário José Comblin “A Esperança dos Pobres Vive”, no auditório da Reitoria da UFPB.



Secretaria da Assembléia Popular Paraíba
Rua: Cruz Cordeiro, 75 Varadouro João Pessoa
Endereço eletrônico: pbassembleia@gmail.com / www.assembleiapopular.org.br
Telefone: (83) 4141-3488

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.