Siga o Blog por E-Mail.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Infância, Educação, Saúde, Prostituição... Alguns Parágrafos “Desconexos”!

Adivinha de quem são essas palavras: “Nosso Estado se transformou em um ‘matadouro’ de crianças e a culpa é da sociedade e de todos os poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. A sociedade precisa cobrar do poder público. Não adianta discutir sem atuar.”. Seriam de Marcos Dias, do PSOL, Radical, do PSTU, ou seria Lurdes Sarmento, do PCO?

Não, a declaração citada não é de nenhum (a) dos (as) conhecidos (as) militantes da verdadeira esquerda socialista que “não se rende e não se vende” – como diria Heloisa Helena, mas sim do Procurador do MPT (Eduardo Varandas) ao tratar sobre a forma como milhares de crianças acabam tendo sua infância destruída pelo tráfico enquanto as autoridades propagandeiam uma “falsa estrutura de proteção à criança”, também nas palavras do Procurador.

SINASE, CAPS-AD, CRAS, CREAS, EMPREENDER, UPA... Não sabe o que é nada disso? Não se preocupe, é quase que uma sopa de letrinhas sem funcionalidade em um Estado no qual os supostos donos desviam recursos das políticas públicas para obras faraônicas, sem sentido para o povo que passa fome, ou/e para o pagamento da dívida interna e externa para “agiotagem legalizada”. A sopa de letrinhas a qual fiz referência é composta por valorosos (as) e comprometidos (as) servidores (as), estes infelizmente mal pagos e sem as devidas condições para exercer o seu saber em favor da população pobre da Paraíba.

Agora, para fazer um tratamento médico, não adianta você ir para unidade de saúde, precisa ir buscar o apoio do MPPB, que por sinal o Promotor da Saúde na capital tem trabalhado muito, está de parabéns. Já o governo...

O Governo, para acabar com as greves, não mais precisa melhorar a saúde e a educação com equipamento e melhores salários, nem precisa pagar o piso salarial que determina a lei, bastam ir ao judiciário e decretar a greve ilegal. Felizmente os lutadores sociais sabem, ao menos deveriam, que as lutas não podem acabar em gabinetes, mas nas ruas, ou no Palácio do Governo, como fizeram, bravamente, os professores essa semana.

Os militares, primeiras vítimas de Ricardo, estão agora sendo chamados para resolver o problema da Saúde. Governador, se o TRAUMA não tem condições de atender o povo mesmo em seu funcionamento normal, como desviar os médicos e os pacientes do Edson Ramalho para lá ajudaria? Como sugeriu um comandante da PM em rede local na noite de 01 de junho de 2011. Seria o Golpe Militar do Genal Ricardo Coutinho em defesa da saúde? Ou é ameaça de prisão aos Militares Médicos que estão submetidos ao Código Militar, ou seja lá que nome tenha?

Antes de voltar às minhas atividades acadêmicas, gostaria de, às vésperas do seu dia (02 de junho), dá os parabéns às prostitutas. A nossa luta é a mesma! Lutemos por uma sociedade onde a prostituição seja realmente uma questão de opção e direito ao corpo, não uma resposta a miséria imposta socialmente por uma elite que detém a riqueza que poderia acabar com a fome não apenas na Paraíba, mas no planeta Terra!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.