Siga o Blog por E-Mail.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Paixão de Cristo! Paixão pela Humanidade!

Cheguei no Recife Antigo no momento que Madalena saía do túmulo de Jesus! Porém, antes tive que subir em um batente e esticar um pouco o pescoço, o palco da Paixão de Cristo de Recife não é mais o mesmo dos grandes espetáculos. No dia anterior, o Antigo Testamento não permitiu que o evento acontecesse, o dilúvio em Recife cancelou o espetáculo, além de deixar seus desabrigados.

Mas voltando... Logo que eu estava acomodado no Marco Zero, ele voltou. Jesus, interpretado por José Pimentel há várias décadas, ressuscitou e foi aplaudido como se estivesse verdadeiramente ali, pronto para acabar com todos os nossos pecados! Aliviando a carga e abrindo espaço para os pecados vindouros.

Faz algum tempo que ando no Recife Antigo, mas nunca na Semana Santa. Durante a Paixão o lugar estava diferente de tudo que já vivi ali, visivelmente popular, tomado pela periferia, eram raras as cocotinhas e playboyzinhos ou as malucas e malucos presentes.

Quando José Pimentel foi aos céus, a grande maioria foi ao delírio como se estivéssemos livres das cruzes as quais estamos pregados. Muitos condenados a morte em um mundo louco e cruel, onde milhões lavam as mãos em nome de uma promessa extraterrena.

Quando Cristo deixou o palco a Polícia Militar deixou as ruas do Recife Antigo, possivelmente na busca de impedir que Jesus voltasse para liderar bilhões de famintos e explorados contra uma minoria que, desde a Roma Antiga, crucifica as classes despossuídas. Estas, muitas vezes, caem mais que três vezes e precisam levantar por conta própria.

Estamos em meio a Paixão! Os explorados seguem com seus rostos lavados apenas pelo seu suor, chicoteados por suas jornadas de trabalho superiores as já monstruosas 44 horas legais, mas imorais. Muitos outros, condenados a morte, não por uma multidão, por “iluminados” que dizem fazer justiça. São tantos que, injustiçados como Jesus, acabam mortos nos braços de suas mães, despojados não só de suas vestes, mas dos direitos mais elementares para sobreviver.

Embriagados por essa semana de fé, clamamos aos céus e a terra: ACREDITEMOS NA HUMANIDADE E FAÇAMOS UMA SOCIEDADE SEM EXPLORADORES E EXPLORADOS!

 
FELIZ PÁSCOA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.