Siga o Blog por E-Mail.

terça-feira, 29 de março de 2011

Lembranças de minha rosa


Uma rosa abandonada

Colocada na água para lembrar o brilho dos seus lábios

Colocada na janela para lembrar a beleza daquela vista

Colocada ao sol para lembrar da sua pele negra

Uma rosa solitária

Resistindo por dias em um pequeno copo

Resistindo por dias querendo voltar para suas mãos

Lutando para não perder o perfume

Lutando para sentir mais uma vez seu perfume

Uma rosa bem tratada

Com carinho

Com cuidado

Com a esperança de sobreviver até a sua chegada

Uma rosa lutadora

Mais de uma semana firme

Viveu por oito dias com a beleza do primeiro

Viveu por oito dias por seu cheiro, sua cor, sua beleza

No nono dia ainda sobrevivia

Duas pétalas fortes resistiam

Não passou das 10h

Parecia adivinhar que você não apareceria

Parecia adivinhar que não sobreviveria

Uma rosa sem matéria

As pétalas se foram

Os espinhos murcharam

O galho secou

Uma rosa sem matéria

Seu cheiro ficou

Sua imagem ficou

Lembranças de minha rosa

(Tárcio Teixeira)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi gente, comentem e façam sugestões! Abraço.